• Justiça brasileira não terá credibilidade com Lula preso, escrevem juízes europeus ao STF

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma carta aberta redigida por três ex-presidentes de cortes superiores de justiça europeias pede aos "colegas magistrados do Supremo Tribunal Federal" brasileiro que reflitam sobre "os vícios dos processos iniciados contra Lula". O texto é assinado por Tomás Quadra-Salcedo, ex-presidente do Conselho de Estado da Espanha de 1985 a 1991 e ex-ministro da Justiça do país, por Franco Gallo, que presidiu a Corte Constitucional da Itália em 2013, e por Giuseppe Tesauro, que comandou o mesmo tribunal superior em 2014. Eles afirmam que as revelações do site The Intercept Brasil, feitas em parceria com outros veículos de imprensa, reforçam a suspeita de que o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode ter sido tendencioso. "Como já foi mencionado por muitos colegas, brasileiros e de outros países do mundo, as revelações do jornalista Glenn Greenwald e sua equipe do site de informações The Intercept, em parceria com os jornais Folha de S.Paulo e El País, a revista Veja e outras mídias, reforçaram a natureza política da acusação contra Lula", diz a carta. "Elas também confirmaram aos olhos do mundo, como sempre foi afirmado por Lula e seus advogados, o caráter tendencioso do ex-juiz Moro e do ministério público, e, como resultado, a ausência de um julgamento justo e independente contra o ex-presidente", segue o texto. O manifesto afirma que a Operação Lava Jato se transformou em um partido político, que, além de condenar Lula, contribuiu para o impeachment da ex-presidente Dilma Roussef e para a chegada de Jair Bolsonaro ao poder. Dizem os três juízes: "Essas revelações confirmaram que a Operação Lava Jato, sob o pretexto de combater a corrupção, se transformou em um partido político, contribuindo para a destituição de Dilma Rousseff em 2016, bem como para a perseguição política contra ao ex-presidente Lula. Essa perseguição funcionou, pois permitiu a eleição de Jair Bolsonaro para a presidência da República". Leia abaixo a íntegra da carta: "Aos colegas magistrados do Supremo Tribunal Federal Como ex-presidentes de Cortes Superiores de Justiça, gostaríamos de chamar à reflexão os nossos colegas magistrados do Supremo Tribunal Federal e, mais amplamente, a opinião pública deste país para os vícios dos processos iniciados contra Lula. Como já foi mencionado por muitos colegas, brasileiros e de outros países do mundo, as revelações do jornalista Glenn Greenwald e sua equipe do site de informações The Intercept, em parceria com os jornais Folha de S.Paulo e El País, a revista Veja e outras mídias, reforçaram a natureza política da acusação contra Lula. Elas também confirmaram aos olhos do mundo, como sempre foi afirmado por Lula e seus advogados, o caráter tendencioso do ex-juiz Moro e do ministério público, e, como resultado, a ausência de um julgamento justo e independente contra o ex-presidente. Essas revelações confirmaram que a Operação Lava Jato, sob o pretexto de combater a corrupção, se transformou em um partido político, contribuindo para a destituição de Dilma Rousseff em 2016, bem como para a perseguição política contra ao ex-presidente Lula. Essa perseguição funcionou, pois permitiu a eleição de Jair Bolsonaro para a presidência da República. Numa época em que as democracias são postas à prova pela ascensão da extrema direita, e especialmente no Brasil, a justiça deve ser erguida como um baluarte contra o autoritarismo e a arbitrariedade. No entanto, devido aos procedimentos ilegais e imorais adotados contra o ex-presidente Lula, a justiça brasileira hoje está passando por uma verdadeira crise de credibilidade. Portanto, é essencial que os juízes da Suprema Corte exerçam plenamente seu papel de garantidores do respeito à Constituição e ponham fim às injustiças cometidas pelos promotores e pelo ex-juiz Sergio Moro. Enquanto o ex-presidente Lula não tiver sua inocência e sua liberdade plena restabelecida, a justiça brasileira não recuperará credibilidade. A falta de confiança no sistema de justiça brasileiro está corroendo o estado de direito e a democracia, com repercussões para todos os juízes do mundo."

  • NASA divulga nova imagem da supernova Tycho - ou o que sobrou dela

    A NASA revelou a mais recente imagem da supernova Tycho. Na verdade, o objeto SN 1572 é o remanescente da supernova, que ocorreu em 1572. A imagem foi gerada com dados do Observatório de Raios-X Chandra e mostra um curioso padrão que pode responder algumas perguntas

  • Anitta comete gafes ao falar de vacas no Instagram

    A cantora Anitta disse que baby beef vem do bezerro e que vacas leiteiras precisam sempre estar grávidas para produzir o leite

  • Dez anos após caso em faculdade, Geisy Arruda se lembra de 'gritos de puta'

    Na ocasião, ela foi xingada e humilhada por muitos alunos por estar com um vestido rosa e curto.

  • Vídeo: Neymar passa perrengue ao tentar abrir Ferrari de R$ 4 milhões

    Momento foi registrado por Belle Silva, mulher de Thiago Silva. Brasileiros participaram do encontro na casa do goleiro Kevin Trapp, casado com a modelo Izabel Goulart

  • Piloto de avião que caiu em BH morre um dia após o acidente

    Piloto teve 98% do corpo queimado e acabou não resistindo aos ferimentos

  • Maisa revela que faz cocô todos os dias após virar vegetariana

    A apresentadora, que sofria com a prisão de ventre, já chegou a ficar 15 dias sem ir ao banheiro