Hummm... a página que você está procurando não está aqui. Tente a busca acima.
  • Claudia Raia conta que perdeu a virgindade com seu cunhado

    Claudia Raia conta que perdeu a virgindade com seu cunhado

  • Ganso negocia saída da França após proposta gigante do Brasil

    A passagem de Ganso pela Europa pode estar perto do fim. Tanto que seu empresário está na França para negociar o fim do empréstimo junto ao Amiens

  • Zilu é acusada de usar Photoshop em fotos de biquíni

    Zilu Camargo, de 60 anos, recebeu críticas negativas em uma foto de biquíni que postou no Instagram.

  • Jurista protocola pedido de impeachment de Lewandowski

    O jurista Modesto Carvalhosa protocola um pedido de impeachment contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, pelo caso em que ele pediu que a Polícia Federal fosse acionada para prender um advogado que afirmou que a Corte é uma vergonha. O ministro disse que agiu para “defender a honra do Supremo”.

  • Yahoo Vida e Estilo

    O antes e depois desse cão resgatado prova que amor e cuidado curam qualquer ferida

    Quem vê as fotos do cão Pluto antes de ser resgatado, não imagina que ele seria capaz de se recuperar. O animal pertencia à uma senhora da Lituânia que após descobrir uma doença, foi obrigada a se internar em um hospital de Radviliškis. Leia mais: Debilitada, pit bull passa por transformação impressionante Seus familiares não estavam por perto para tomar conta dos animais de estimação deixados por ela. Foi então que o abrigo de animais Vyšnių sodas entrou em ação e foi ao encontro dos bichinhos. Pluto era de longe o que mais precisava de ajuda. “Nós encontramos o filhote em condições horríveis junto com alguns outros animais, abandonados na propriedade abandonada em Radviliškis. Depois que sua dona teve que ser internada no hospital, as pobres criaturas foram deixadas para morrer de fome”, contou Indrė Žukauskait, porta-voz do abrigo, ao BoredPanda. Coberto de sarna, Pluto estava debilitado, visivelmente desnutrido e triste. “Ele não se levantava para nada”. O cão foi encaminhado ao veterinário para ser tratado e foi preciso cinco horas para eliminar a sarna. “Os veterinários disseram que sua condição era ‘perigosa e contagiosa’. Por causa da infecção causada pela sarna, Pluto teve que ser isolado sem a possibilidade de sair para passear”. Ele passou três meses isolado e teve que reaprender a andar, o que o fez desenvolver grande medo de interação com os humanos. “Levou seis meses para que ele sentisse coragem para sair. Seus primeiros passos foram muito difíceis. Ele estava com tanto medo que até a grama embaixo de suas patas o assustava”. Aos poucos, o amor dado pelos funcionários do abrigo e a interação com os outros animais fez com que Pluto mostrasse uma melhor recuperação. Leia mais: Cachorro com “dread” passa por tosa e remove mais de 2 quilos de pelos Ele ainda não está 100% recuperado, mas certamente está muito melhor do que quando foi encontrado. “Apesar de ser cauteloso com as pessoas, ele recuperou a maior parte do seu peso e o vemos brincando com outros cachorros cada vez mais”.

  • 'Foi difícil ir além do leite condensado', diz Olivier Anquier sobre Bake Off Brasil

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Na noite deste sábado (8) começa a etapa de semifinal do Bake off Brasil - Mão na Massa (SBT). Segundo a direção do programa, vencerá quem administrar melhor o tempo, apresentar mais técnica e tiver equilíbrio emocional. Jurado pela primeira vez no programa, Olivier Anquier disse que o desafio foi criar novas opções de recheio. Concorrem às vagas da final, Núbia, Lolla, Ricardo e Nayane. "Esses quatro participantes estão na semifinal e os três melhores do dia chegarão à grande final. ...

  • Menina de 9 anos confessa que agrediu colega ‘a mochiladas'; criança morreu

    Uma menina de 9 anos admitiu à polícia que deu dois golpes com uma mochila cheia de livros contra a colega, Gabrielly Ximenes, de 10, minutos depois de uma briga. O caso ocorreu há 8 dias e Gabrielly morreu nesta quinta-feira (6) em Campo Grande (MS). Duas adolescentes de 14 anos teriam incitado a vítima a se defender.