• Notícias
    Folhapress

    Doria pede 'calma' a Bolsonaro e diz que vai vaciná-lo com a antirrábica do Butantan

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), respondeu aos xingamentos feitos pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante jantar com empresários na quarta (7) e revelados pelo jornal Folha de S.Paulo. Segundo relatos de pessoas que foram ao evento, o presidente afirmou em discurso para convidados que "o governador de vocês é um vagabundo, caralho". "Calma, @jairbolsonaro. Além da Coronavac, o Butantan é especialista na anti-rábica [sic]. Fique tranquilo, vou te vacina", escreveu o governador paulista nas redes sociais nesta quinta (8). Durante o jantar, Bolsonaro também se referiu a Doria nos seguintes termos, sempre segundo relatos: "O vizinho aqui de vocês é um vagabundo". A casa do governador fica no Jardim Europa, o bairro mais nobre de São Paulo, no sentido da alta renda de seus moradores. A residência de Cinel fica no vizinho Jardim América. Uma boa parte dos convidados para o jantar mora na mesma região. O presidente afirmou ainda, de acordo com informações de empresários que ouviram o discurso, que Doria é um destruidor de vidas e que está acabando com os empregos, com o comércio e fechando restaurantes. Os xingamentos foram confirmados para o jornal Folha de S.Paulo por mais de um empresário. Os relatos coincidem. ​O jantar em São Paulo estava repleto de amigos, ou ex-amigos, de Doria. O próprio anfitrião, Washington Cinel, sempre foi muito próximo do governador. Em 2016, o tucano foi lançado para concorrer à Prefeitura de São Paulo na casa dele. Mas agora o empresário, como tantos outros que estavam no encontro com Bolsonaro, estaria decepcionado com o amigo por causa das medidas restritivas na economia que visam combater a Covid-19 no estado. E se aproximou de Bolsonaro. O jantar na casa de Cinel foi promovido a pedido do próprio Palácio do Planalto. De 65 bilionários brasileiros listados pela revista Forbes, nove estavam presentes.

    Agradecemos seu feedback!
  • Notícias
    Folhapress

    No BBB, Juliette percebe provocações de Viih Tube, e internautas comemoram

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A festa do Big Brother Brasil 21, na noite desta sexta-feira (9), teve muita conversa sobre jogo. O destaque dessa vez foi para as provocações de Viih Tube, 20, para Juliette Freire, 31. A amizade, que o público aqui fora já via como naufragada, pode ter ficado um pouco estremecida, após a youtuber cantar a música "Talarica", do DJ Rennan da Penha, para a colega de confinamento, que ficou incomodada e chegou a deixar a festa. Sorrindo e dançando, Viih Tube cantou diretamente a Juliette "marido dos outros não é presente de Deus", brincando que seria uma frase dita pelo marido de João Luiz Pedroza, 24, que sentava naquela momento ao lado da advogada e maquiadora. Juliette, que já vinha sendo alvo de risinhos e cochichos de Viih e Thaís Braz, 29, foi para o Quarto Cordel após o episódio. "Não estou triste e desesperada, mas com preguiça da atitude de algumas pessoas", disse a João e Camilla de Lucas, 26. "Estou vendo pessoas tendo algumas atitudes chatas, mas como não tenho certeza se estou vendo errada, por estar machucada ou cansada, prefiro não falar. Ainda estou observando. Quando eu tiver certeza, não tenho problema em falar", completou ela. No Twitter, internautas comemoraram que Juliette tenha percebido as indiretas da então amiga. "Juliette sabendo que Viih Tube é falsa com ela, agora só falta a treta para fechar", disse uma. "Juliette ignorando Viih foi o melhor da festa", opinou outra. Mas teve muito mais na última festa. A cantora Iza emocionou e agitou os brothers, que dançaram muito. Já Pocah, 26, também teve seu momento baixo-astral e chegou a pedir para o líder, Caio Afinune, 32, indicá-la ao paredão, mas ele negou. Já nas conversas sobre o jogo, João confirmou que dará o colar o anjo a amiga Camilla, e a tranquilizou afirmando que Caio já não tinha a intenção de indicá-la. Viih Tube por sua vez declarou que tentará ao máximo salvar Thaís da indicação do líder.

    Agradecemos seu feedback!
  • Notícias
    AFP

    Brasil terá um novo Cristo gigante, mais alto que o do Rio

    O Brasil vai estrear uma nova estátua gigante do Cristo em uma pequena cidade do sul do país, que promete superar em altura o icônico Cristo Redentor de braços abertos que fica no alto do Corcovado, no Rio de Janeiro.

    Agradecemos seu feedback!
  • Entretenimento
    Extra

    Agora solteiro, Alexandre Borges se encanta com Joelma no ‘Altas horas’: ‘Tá uma gata!’

    Solteiro após se separar da fotógrafa portuguesa Tatiana Coelho, Alexandre Borges está na pista....

    Agradecemos seu feedback!
  • Notícias
    Originais do Yahoo

    Carla Diaz é intimada a depor pela polícia e se revolta: "Racismo reverso não existe

    Carla Diaz surpreendeu o público nesta quinta-feira (08) ao explicar que um policial bateu na porta de sua casa em São Paulo para intimá-la a depor sobre um inquérito de crime racial. De acordo com a atriz, o caso começou quando ela ainda estava confinada no 'BBB21'. "Essa semana fui surpreendida por um polícial da Delegacia de Crimes Raciais. Levei um susto, até porque alguém pediu pra delegacia instaurar um inquérito, no qual eu sou vítima. Como se eu fosse vítima de discriminação, de racismo. Acho isso um absurdo, não tenho mais detalhes e meu advogado esgtá no caso", explicou a sister, que deixou claro que pessoas brancas não podem sofrer racismo. Leia também Após falha técnica, Carla Diaz se rende e beija Arthur no 'BBB 21' Romance, perseguição e fofura: Carla Diaz tem enredo de mocinha no 'BBB 21' BBB 21: Por que todo mundo está com ranço da Carla Diaz? "Racismo reverso não existe. Vamos ler, vamos nos informar, a internet está aqui pra isso. Estou muito chateada, porque isso começou quando eu ainda estava na casa e usaram meu nome sem meu consentimento para me colocar nessa situação", completou. Enquanto Carla estava na casa, a Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância) abriu um inquérito após pedido do desputado estadual Anderson Moraes (PSL-RJ), que considerou que Lumena Aleluia cometeu um crime contra a atriz quando a chamou de sem melanina e desbotada. "Um caso claro de racismo de duas jovens negras contra pessoas brancas. Pedimos para a Decradi apurar os fatos e se manifestar pela expulsão dela do programa. Se fosse o contrário, o que seria igualmente crime, já teriam se mobilizado aqui fora", afirmou o parlamentar na época.

    Agradecemos seu feedback!
  • Notícias
    Yahoo Vida e Estilo

    Camila Loures compra Ferrari de mais de R$ 1 milhão: "Fruto do meu trabalho"

    Influenciadora comemorou a conquista em suas redes sociais neste sábado (9).

    Agradecemos seu feedback!