Assunto

Atlético Mineiro | Últimas notícias sobre campeonatos e jogos

  • LANCE!

    Atlético-MG lança nova coleção de uniformes em evento virtual

    O Galo não fará uma live, como ocorreu em 2020, optando por postar vídeos e fotos da nova camisa alvinegra, assinada pela Le Coq

  • LANCE!

    Para ganhar confiança na estreia da Libertadores, Hyoran diz que o Galo precisa vencer o Boa pelo Mineiro

    O meia do Atlético-MG indicou o caminho para o alvinegro se recuperar no Estadual e ir firme para a competição Sul-Americana

  • 90min

    Os 5 times brasileiros que mais perderam finais sul-americanas desde a criação da Libertadores

    São Paulo é o time brasileiro que mais perdeu finais de torneios sul-americanos desde 1960; Cruzeiro, Palmeiras, Famengo e Atlético-MG completam o top-5

  • LANCE!

    Eric Faria, para Flamengo e Galo: 'Futebol não negocia com status. Ou faz no campo ou chora no vestiário'

    O jornalista ainda relembrou as derrotas de Palmeiras e Grêmio, na última quarta-feira.

  • LANCE!

    Gabriel entende com naturalidade os pedidos de mais contratações para a zaga do Atlético-MG

    O defensor respondeu questionamentos pela derrota no clássico contra o Cruzeiro, no último fim de semana

  • 90min

    4 jogadores que o Atlético-MG contratou para a temporada 2021

    Atlético-MG reforçou seu elenco para 2021 com nomes de peso, como Hulk e Nacho Fernández; além disso, chegaram o lateral-esquerdo Dodô e o volante Tchê Tchê

  • LANCE!

    Everson nega que haja 'racha' interno no Galo e diz que faltou mais qualidade ao time no clássico

    O goleiro negou que o ambiente jo vestiário alvinegro esteja conturbado e destacou as falhas da equipe diante do Cruzeiro

  • LANCE!

    Atlético-MG se pronuncia sobre cobrança de André Cury e diz que irá questionar os contratos na Justiça

    O empresário cobra do Galo mais de R$ 40 milhões em comissões e outros valores que estão sendo cobrados na Justiça

  • LANCE!

    Atlético-MG adia 'Galo Business Day' para o dia 26 de abril por conta da Onda Roxa em Minas Gerais

    O clube pretende usar o evento para expor a saúde financeira atleticana e apresentar um plano de recuperação para pagar dívida de R$ 1 bilhão

  • Folhapress

    Santos relaxa, leva empate, mas se classifica para fase de grupos da Libertadores

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Finalista da Libertadores de 2020 quando poucos esperavam, o Santos garantiu sua classificação para a fase de grupos da nova edição do torneio continental. O empate em 2 a 2 nesta terça-feira (13), em Brasília, apenas confirmou o seu favoritismo diante do San Lorenzo depois do placar de 3 a 1 obtido na semana passada, em Buenos Aires. Com um lateral direito (Pará) no lado esquerdo e outro ala (Felipe Jonatan) no meio-campo, a equipe brasileira não atuou tão bem quanto no jogo de ida da fase classificatória. Mas serviu para o técnico Ariel Holan fazer mais observações. Da mesma que aconteceu com Cuca em 2020, o argentino terá de se virar com as opções já existentes no elenco. E estas serão ainda mais jovens do que na temporada passada. Os 11 titulares na final da última Libertadores, diante do Palmeiras, tinham média de idade de 25,1 anos. A escalação a entrar em campo em Brasília estava em 24,3. E no banco ainda havia Ângelo, 16, a grande esperança da vez na Vila Belmiro. Ou, como os santistas gostam de dizer, o "novo raio". A diferença de Holan para os seus antecessores é que disse desde o primeiro momento estar consciente das dificuldades financeiras da agremiação e de que não seriam feitas contrações. Estas não podem ser realizadas, além da falta de dinheiro, pela punição imposta pela Fifa porque a equipe brasileira tem dívida com o Huachipato (CHI) pela contratação de Soteldo. A maior virtude do Santos de Holan foi vista nesta terça. Sempre propor o jogo e atacar quando o espaço aparecer. Mesmo com a vantagem no placar. Foi assim que surgiu o terceiro gol em Buenos Aires, anotado por Ângelo. O mesmo foi visto em Brasília, apesar dos erros defensivos. Com a classificação garantida e com um a mais em campo (Rojas foi expulso por falta em Marinho), Pará deu um toque cruzado para anotar o segundo gol na etapa final. No primeiro tempo, Marcos Leonardo havia chutado quase sem ângulo para abrir o placar. O passe para Marcos Leonardo, 17, anotar foi dado por Gabriel Pirani, 19, um garoto cada vez mais à vontade e mais dono da posição no meio-campo. Franco Di Santo, ex-Atlético-MG, anotou de cabeça e Ángel Romero, ex-Corinthians, marcaram para o San Lorenzo e evitaram a derrota. Nos 10 minutos finais, os argentinos poderiam ter virado a partida. Classificado, o Santos estará em um grupo complicado, com Barcelona (EQU), Boca Juniors (ARG) e The Strongest (BOL). Classificam-se os dois primeiros. Nas partidas como visitante, terá de ir a La Bombonera e fazer dois confrontos duas na altitude. Um em Quito (2.850 metros acima do nível do mar) e outro em La Paz (3.640). No chavão do futebol, seria uma chave para ser encarada com um grupo de jogadores experientes, conhecedores da Libertadores. Segundo o jargão da bola, "cascudos". É uma visão que o Santos já mostrou não ser verdadeira na temporada passada e quase foi campeão. O desafio de Holan será fazer essa caminhada novamente, apoiado, como aconteceu com Cuca, na juventude de garotos talentosos, nas jogadas de linha de fundo de Soteldo e as finalizações de Marinho. A grande questão será a diretoria manter os principais jogadores para que o técnico argentino consiga ir além do sucesso da equipe da temporada passada. Isso significaria ser campeão. SANTOS João Paulo; Madson, Kaiky Fernandes, Luan Peres, Pará; Alison, Felipe Jonatan, Gabriel Pirani (Jean Mota); Marinho (Lucas Braga), Marcos Leonardo, Soteldo (Copete). T.: Ariel Holan SAN LORENZO José Devecchi; Herrera Peruzzi; Federico Gattoni, Alejandro Donatti; Rojas, Óscar Romero, Diego Rodríguez (Elias), Juan Ramírez; Ángel Romero, Nicolás Fernández (Melano), Di Santo. T.: Diego Dabove Estádio: Mané Garrincha, em Brasília (DF) Juiz: Esteban Ostojich (URU) Cartões amarelos: Peruzzi, Di Santo e Diego Rodriguez (San Lorenzo); Alison, Marcos Leonardo, João Paulo, Luan Peres e Marinho (Santos) Cartões vermelhos: Rojas (San Lorenzo) Gols: Marcos Leonardo e Pará (Santos); Di Santo e Ángel Romero