Assunto

Campinas | Últimas notícias do interior de SP

  • LANCE!

    Em bom jogo, Ponte Preta e América-MG ficam empatados em Campinas

    O duelo foi válido pelo jogo de ida da quarta fase da Copa do Brasil. A volta será na próxima terça-feira, 22 de setembro, no Independência

  • Folhapress

    Homem esfaqueia e mata a companheira em Campinas

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um homem, de 57 anos, foi preso após matar a companheira, de 49, por volta das 22h50 deste sábado (29), na rua José Ramos Catarino, no Jardim Tropical, em Campinas (93 km de SP). De acordo com SSP (Secretaria de Segurança Pública), a mulher teria sido esfaqueada após uma discussão. A vítima chegou a ser socorrida pelo Samu e encaminhada ao Hospital Mário Gatti, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Em relato aos policiais, familiares alegaram que o casal teve uma discussão e as agressões se iniciaram na casa e terminaram na rua. Durante diligências, os policiais encontraram o suspeito em uma casa na região. Ele foi preso em flagrante e levado à Delegacia de Defesa da Mulher da 2ª Seccional de Campinas, onde foi indiciado por feminicídio e violência doméstica.

  • Folhapress

    Campinas decreta luto de três dias após registrar mais de mil mortes por Covid-19

    AMERICANA, SP (FOLHAPRESS) - A Prefeitura de Campinas decretou nesta sexta-feira (28) luto oficial de três dias após registrar 1.004 mortes por Covid-19, 14 das quais nas últimas 24 horas. "O luto oficial é uma maneira de passarmos uma singela homenagem e solidariedade. São falecimentos que causam profunda consternação e tristeza à população", afirmou o prefeito Jonas Donizette (PSB) ao anunciar a decisão. "É um número simbólico, que nos entristece", declarou também o secretário Municipal de Saúde, Carmino de Souza. A maioria das vítimas, 821, tinham mais de 60 anos. Até esta sexta a cidade, que está na fase amarela no Plano SP de reabertura da quarentena, registrava ainda 27.330 casos confirmados da doença e outros 608 em investigação. Há 16 mortes suspeitas. Segundo a prefeitura, 69,74% dos leitos UTI para pacientes com Covid-19 nas redes pública e privada estão ocupados, restando 115 leitos livres. Inquérito sorológico divulgado na semana passada mostrou que 3,68% da população de Campinas --45 mil pessoas-- havia se infectado pelo novo coronavírus. Nesta sexta, o governador João Doria (PSDB) afirmou que o estado de São Paulo iniciou a descida do platô no número de casos e mortes de coronavírus. As mortes caíram pela terceira semana consecutiva, segundo o governo. Na última semana epidemiológica, a média diária de novos óbitos foi de 205, contra 230 na anterior. Em novos casos, a média diária passou de 7.388 para 7.042. Também houve redução no número de internações, que passaram de 1.550 para 1.398, na média diária da última semana.

  • LANCE!

    Pressionados, Guarani e Náutico se enfrentam em Campinas

    Bugre e Timbu tentam amenizar a pressão, a partir das 21h30 (Horário de Brasília), no Brinco de Ouro da Princesa

  • Folhapress

    Campinas autoriza retomada de aulas presenciais em cursos superiores e profissionalizantes

    AMERICANA, SP (FOLHAPRESS) - A prefeitura de Campinas (SP) autorizou a retomada de atividades presenciais em instituições de ensino superior e de cursos profissionalizantes durante a pandemia do novo coronavírus. A medida consta de decreto do prefeito Jonas Donizette (PSB) que será publicado no Diário Oficial municipal neste sábado (22). As instituições poderão retomar as atividades práticas e laboratoriais desde que respeitem o limite de 35% do total de alunos matriculados em disciplinas que têm esse tipo de atividade, segundo o decreto. A autorização vale também para aulas teóricas dos cursos da área de saúde -medicina, farmácia, enfermagem, fisioterapia e odontologia. Nesse caso, o limite é de 40% do total de alunos matriculados. "Além do limite de alunos, as instituições também devem respeitar as recomendações sanitárias, como distanciamento social, uso obrigatório de máscara e disponibilidade de álcool gel", disse Donizette em live nesta sexta-feira (21). De acordo com o secretário de Assuntos Jurídicos, Peter Panutto, o decreto municipal está respaldado pelo Decreto Estadual 65.061, que dispõe sobre a retomada das atividades presenciais. Panutto afirmou que os estabelecimentos devem respeitar os protocolos específicos, tanto o estadual quanto o municipal, de combate à Covid-19. Campinas está na fase amarela do Plano SP de reabertura na pandemia. Até esta sexta, a metrópole registrava 25.503 casos confirmados e 937 mortes de Covid-19, segundo dados da prefeitura. Inquérito sorológico Campinas divulgou ainda os dados de seu segundo Inquérito Sorológico da Covid-19, realizado entre os dias 3 e 15 de agosto com o objetivo conhecer a circulação real do vírus na cidade. O levantamento concluiu que 45 mil moradores de Campinas já se infectaram pelo novo coronavírus -ou seja, 3,68% da população. "Campinas está tendo uma boa avaliação de detectar quem está com a doença. Além disso, poucas cidades tiveram sequer um inquérito, nós já estamos no segundo", afirmou Donizette. O inquérito apontou ainda que a cidade tem 1,8 vezes mais pessoas infectadas do que as diagnosticadas até o momento. No anterior, havia 3,8 vezes mais pessoas infectadas do que as registradas. Segundo o secretário Municipal de Saúde, Carmino de Souza, foram coletadas 1.876 amostras por meio de testes rápidos, das quais 69 tiveram resultado positivo. "Existe um sorteio aleatório na cidade, e o computador sorteia a rua e a casa, que é visitada pela equipe de saúde. Houve uma boa adesão, a população recebeu bem os agentes de saúde, não tivemos nenhum tipo de intercorrência ou problema, assim como no anterior", disse. A maior prevalência é na população de cor preta (6,8%), sendo que, neste segmento, os idosos são os mais atingidos. Na sequência, vêm os pardos (4,8%) e brancos (3,0%). O maior percentual de contaminação é nos adultos jovens, sendo a faixa etária mais atingida a de 30 a 39 anos. Grande parte das pessoas com resultados positivos afirmaram usar, às vezes, máscara e álcool em gel. A maioria utilizou transporte público e saiu para lazer, compras não essenciais, visitas aos familiares e trabalho. A pesquisa foi realizada pela Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Saúde, do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) em parceria com o Departamento de Saúde Coletiva da Unicamp. Na última quarta-feira (19), a prefeitura de Campinas instituiu uma multa de R$ 100 -ou o valor equivalente em produtos da cesta básica e/ou de higiene- para quem não usassem máscaras nas ruas, em locais públicos, no transporte e no interior dos estabelecimentos autorizados a funcionar. Até quinta, 51 pessoas haviam sido multadas.

  • LANCE!

    Paraná, de virada, supera em Campinas o Guarani na Série B

    Time de Alan Aal começou sendo pressionado na primeira etapa e conseguiu transformar o cenário da partida (e o marcador) no tempo complementar

  • Yahoo Notícias

    Racista de Valinhos choca por escancarar o que deveria ser velado

    Na ótica dos que marchavam juntos até outro dia, o pecado de Mateus foi botar em palavras um fosso construído, mantido e alimentado pelo não-dito

  • Folhapress

    Campinas e outras 8 regiões de SP progridem de fase no plano de reabertura

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (7) que nove regiões do estado progrediram de fase de reabertura no Plano São Paulo. Com a atualização, 86% da população se encontra na fase amarela. Avançaram de fase de liberação as regiões de Campinas, Araçatuba, Bauru, Marília, Piracicaba, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista, Sorocaba e Taubaté. Essas regiões somam 15 milhões de habitantes.. "Uma ótima notícia que mostra a nossa evolução no controle da pandemia. Continuamos trabalhando pela flexibilização de forma segura e tranquila", disse o governador. Ribeirão Preto e Piracicaba tinham situação mais grave e estavam na fase vermelha, a de alerta máxima, mas mudaram direto para a fase amarela, sem passar pela laranja. Para que um local seja incluído na fase amarela, segundo o plano de reabertura, é preciso (dentre outras coisas) que a ocupação de leitos seja de até 80%. Segundo o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, o principal indicador que possibilitou a mudança do status dessas regiões foi o aumento na capacidade hospitalar. "Todas essas regiões pelo menos dobraram seus leitos de UTI nesse processo", afirmou. Essa última atulaização registrou o segundo maior salto de população em áreas de maior flexibilização do plano. Em 31 de julho, 52,3% dos paulistas estavam em regiões na faixa amarela. O percentual subiu para 86,1% nesta sexta. A mudança só perde para quando, em 26 de junho, a capital e mais duas regiões da Grande São Paulo avançaram na flexibilização, fazendo com que o estado mudasse de 0% para 35,2% das pessoas na fase amarela. Houve regressão de fase, no entanto, na região oeste da Grande SP, que passou do amarelo para o estado laranja. Apesar de estar com a ocupação de leitos de UTI em 57,2%, o número de óbitos por coronavírus aumento nessa área. Com a reclassificação anunciada nesta sexta, apenas duas regiões permanecem no estado vermelho, de alerta máximo: Franca e Registro.

  • Folhapress

    Após faxina, rara locomotiva destruída por 47 anos encontra ‘irm㒠em Campinas

    RIBEIRÃO PRETO, SP (FOLHAPRESS) - Depois de ter deixado Ribeirão Preto (SP) após ficar os últimos 47 anos sujeita a vandalismo em uma praça no centro da cidade, a locomotiva alemã Borsig passou por uma semana de faxina numa estação ferroviária para, só depois, ser levada à oficina em Campinas (SP) em que será restaurada nos próximos 12 meses. Na estação Anhumas, em Campinas, de onde partem os trens para Jaguariúna (SP) operados pela ABPF (Associação Brasileira de Preservação Ferroviária), a maria-fumaça de número 8, uma das três remanescentes da marca alemã no país, encontrou a 9, sua “irm㔠e ex-Estrada de Ferro Araraquara, que faz parte do acervo da associação. Foi ela, inclusive, a responsável por levar a 8 para a estação Carlos Gomes, onde fica a oficina da ABPF. A transferência entre estações ocorreu no dia 25. As duas locomotivas foram produzidas em 1912 pela indústria alemã, pertenceram à Estrada de Ferro Araraquara, foram compradas pela Usina Amália e, quando não eram mais úteis, passaram a ficar expostas em praças públicas. A 9 já está de volta aos trilhos com a ABPF há cerca de 20 anos, mas a 8, colocada numa praça em Ribeirão onde até a década de 1960 havia a estação central da Companhia Mogiana de Estradas de Ferro, serviu de abrigo para moradores de rua e acumulou lixo e ratos nos últimos 47 anos, até a prefeitura anunciar investimento de R$ 749 mil em sua restauração. “Tinha muito lixo dentro dela, mas ela foi toda limpa, preparada e lubrificada para ser levada a Carlos Gomes”, disse Helio Gazetta Filho, diretor administrativo da ABPF. A maria-fumaça 8 foi transportada de Ribeirão para Campinas no dia 18, para ser totalmente restaurada. Desde 1973 na praça Francisco Schmidt, ela ficou exposta a furtos de peças de cobre, ferro e aço. A locomotiva foi doada ao município de Ribeirão pelas Indústrias Matarazzo e é o primeiro bem ferroviário a ser recuperado na cidade, o que é visto pelo Instituto do Trem como um fato importante para tentar avançar nas ações locais de preservação. A restauração está incluída num pacote de R$ 75 milhões de uma operação de crédito entre a prefeitura e o Banco do Brasil, assinado em setembro do ano passado e que inclui recuperação de prédios públicos e obras de mobilidade urbana.

  • Folhapress

    Prefeito de Sumaré e seus familiares estão com Covid-19

    AMERICANA, SP (FOLHAPRESS) - O prefeito de Sumaré, Luiz Dalben (Cidadania), e ao menos três de seus familiares estão com Covid-19. O pai do prefeito, o deputado estadual Dirceu Dalben (PL), a mãe, Jussimara Dalben, e a filha de 1 ano também foram diagnosticados com o novo coronavírus. Katherine Dalben, irmã do prefeito, e a mulher dele, Mara Dalben, que está grávida, estão com sintomas da doença mas não apresentaram resultados dos exames. "Estou sentindo o tamanho do peso que é esse vírus", disse Dalben, 30, que não tem comorbidades nem pertence aos grupos considerados de risco. "Agora imagina quem possui alguma comorbidade, que traz uma dificuldade muito maior para o tratamento." "Continuem em casa, se cuidando, tomando todas as medidas necessárias", afirmou. Em declarações à imprensa local, Katherine Dalben afirmou que ela e a mãe foram as primeiras a manifestar sintomas. "Olhos coçavam, achamos que era um quadro alérgico", afirmou. Em seguinda, elas perderam o paladar e passaram a ficar em isolamento. Segundo a prefeitura, Luiz Dalben começou a ter sintomas do novo coronavírus no dia 29 de julho, iniciando tratamento e isolamento domiciliar no dia seguinte. O prefeito apresenta dor no peito e nas costas, fadiga, perda do paladar e do olfato, além de cansaço físico. Prefeito, esposa e filha retornaram ao médico na segunda-feira e passaram por novos exames. "Estamos apresentando boa recuperação. Estamos seguindo rigorosamente o tratamento indicado pela equipe médica da Rede Municipal de Saúde de Sumaré, que tem nos acompanhado desde os primeiros dias dos sintomas", disse o prefeito. O número de casos confirmados de coronavírus quadruplicou em Sumaré no último mês, subindo de 899 para 2702. Já o número de mortes cresceu de 49 para 128, uma alta de 161%. A cidade faz parte do Departamento Regional de Saúde de Campinas, que está classificada na fase laranja do Plano SP para a pandemia de coronavírus.

COMPARTILHE ESTA PÁGINA