Assunto

Paraíba PB | Últimas notícias do estado e João Pessoa

  • Agência Brasil

    PF faz operação contra fraudes em licitações no Vale do Paraíba

    A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (15) a Operação Quid Pro Quo contra um grupo suspeito de fraudar licitações na região do Vale do Paraíba, em São Paulo. Foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão e foram concedidas, segundo a polícia, nove medidas cautelares de suspensão de exercício de função pública, duas de suspensão de atividades econômicas e uma de recolhimento domiciliar. Ainda de acordo com a PF, foi concedido o bloqueio de contas bancárias e sequestro de bens dos investigados. A operação abrange os municípios de Aparecida, Guaratinguetá, Taubaté e a capital paulista. A investigação é o desdobramento de uma operação lançada em maio do ano passado para apurar suspeitas de superfaturamento na compra de medicamentos pela prefeitura de Piquete (SP). Segundo a PF, os materiais apreendidos na ocasião revelaram um esquema para fraudar licitações e compras com dispensa de concorrência pelo Executivo municipal. As investigações apontam que eram feitos acordos com servidores públicos para determinar com antecipação os vencedores das licitações. Os produtos fornecidos eram vendidos por preços superfaturados ou entregues em quantidades inferiores às estipuladas nos contratos.

  • Yahoo Notícias

    Paraíba registra aglomeração de idosos por vacina contra Covid-19; Doses acabaram no Estado

    Governador do estado diz ter recebido promessa do ministro da Saúde de que mais vacinas chegarão no próximo sábado (17)

  • Agência Brasil

    Espécie rara de tubarão-martelo é avistada no litoral da Paraíba

    Apesar de gostar de águas tropicais temperadas, o tubarão-martelo-panã - espécie ameaçada de extinção - raramente é observado em águas brasileiras. Um exemplar da espécie, entretanto, foi avistado no litoral de João Pessoa, na Paraíba, no dia 21 de março. O vídeo do avistamento foi divulgado hoje (12) pelo projeto Megafauna Marinha Ameaçada, apoiado pela Fundação Grupo Boticário. “Há registros de capturas por pescadores de exemplares fêmeas grávidas na Paraíba. As fêmeas se aproximam da costa para dar à luz, e é aí que ocorre a pesca incidental”, explica o pesquisador Wilson Oliveira Junior, que faz parte do projeto. “A gente espera continuar vendo outros indivíduos durante nossa pesquisa e adquirir mais conhecimento sobre a área de vida do tubarão-martelo-panã e de outras espécies. Com isso, podemos começar a propor áreas marinhas protegidas que incluam os locais em que eles ocorrem”, disse o oceanógrafo. Tubarões brasileiros O Brasil é o sétimo país do mundo em diversidade de peixes cartilaginosos (tubarões, raias e quimeras) e o nono em espécies marinhas em geral. Segundo o professor aposentado, biólogo e oceanógrafo da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) Ricardo Rosa, especialista em tubarões e raias, o litoral brasileiro possui várias espécies ameaçadas pela pesca excessiva. Das 146 espécies marinhas de tubarões e raias que vivem no litoral do Brasil, 54 foram consideradas ameaçadas pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), segundo dados do Livro Vermelho da Fauna Brasileira de 2018. Destas, 27 são consideradas criticamente em perigo - categoria de maior risco de extinção. Leis de conservação Apesar de abrangente, a legislação brasileira para conservação de espécies ainda não é amplamente aplicada. Segundo relata o gerente de Conservação de Biodiversidade da Fundação Grupo Boticário, Emerson Oliveira, “normativas para as áreas protegidas, espécies ameaçadas e regulação da pesca e extrativismo não são efetivamente cumpridas e fiscalizadas.” Segundo Oliveira, “autoridades responsáveis por políticas públicas de conservação não dedicam a devida importância aos estudos científicos e pesquisas realizadas na área e, geralmente, não levam em conta a importância das informações reveladas. Casos em que estudos científicos resultaram em iniciativas de preservação ainda são raros, mas existem”. Oliveira avalia que pesquisas como a que registrou a presença do tubarão-martelo no litoral paraibano devem embasar políticas públicas e ações de proteção da biodiversidade, já que são exemplos claros de aplicação do conhecimento científico no entendimento da fauna brasileira. O conhecimento tradicional e o envolvimento da população nas iniciativas de conservação também são fatores importantes para o sucesso das políticas no setor. Os esforços para preservação, porém, devem ser contínuos e ajustados à medida que o panorama local se transforma, defende Alexander Turra, membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza (RECN). “As políticas públicas sofrem uma lacuna de implementação, que é a dificuldade de colocar em prática e garantir que haja continuidade e correções de rumo. Os instrumentos são muito interessantes, mas patinamos com essa lacuna. O que falta para melhorar é o envolvimento das pessoas”, disse Turra.

  • Reuters

    Rede D'Or avança cerca de 4% após acordo para compra fatia em hospital na Paraíba

    SÃO PAULO (Reuters) - As ações da Rede D'Or São Luiz avançavam cerca de 4% nesta segunda-feira, após assinar memorando vinculante para a aquisição de participação de 51% no Hospital Nossa Senhora das Neves (HNSN). A operação, realizada por meio da afiliada Diagno São Marcos, considera valor de firma para 100% do HNSN de 550 milhões de reais, do qual será deduzido o endividamento líquido, disse a Rede D'Or em fato relevante na noite de sexta-feira.

  • Yahoo Notícias

    Paraíba investiga reinfecção de adolescente que testou positivo para Covid-19 três vezes

    O Laboratório Central de Saúde da Paraíba investiga um suposto caso de reinfecção por coronavírus de uma adolescente de 14 anos que recebeu três diagnósticos em intervalos superiores a 90 dias.

  • Yahoo Notícias

    Após morrer de Covid-19 no mesmo dia, casal tem oficina invadida e furtada na Paraíba

    Além de equipamentos de alto valor, criminosos levaram ainda câmeras do sistema de monitoramento da oficina, que também vigiavam a residência pessoal dos falecidos

  • Folhapress

    Secretário de Saúde critica Bolsonaro por não usar máscara em visita à Paraíba

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) teve rápida passagem por Campina Grande (PB) nesta sexta-feira (19), onde fez escala no aeroporto João Suassuna antes de partir para Pernambuco. Ele cumpriria agenda em Sertânia, no interior pernambucano. A breve aparição na Paraíba, no entanto, não agradou a todos. Bolsonaro posou para fotos com simpatizantes no aeroporto. O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (Solidariedade), e seu vice, Romero Rodrigues, também sem proteção, fizeram foto com o presidente. "Descompromisso com a vida", diz Geraldo Antônio de Medeiros, secretário estadual de Saúde. "Num momento em que 1.000, 1.200 brasileiros morrem diariamente em decorrência da Covid-19, a exposição de formadores de opinião, sem máscara para a sociedade, representa um desserviço à saúde pública do país", completa.

  • Extra

    Em mais um caso de aplicação do 'princípio da insignificância', Fachin arquiva inquérito contra mulher indiciada por furtar queijo na Paraíba

    Depois de passar por diferentes instâncias da Justiça brasileira, o furto de um pedaço de queijo...

  • Reuters

    Shell desenvolve projetos de energia solar na Paraíba

    SÃO PAULO (Reuters) - A petroleira anglo-holandesa Shell está desenvolvendo projetos de geração de energia solar no interior da Paraíba, que se somariam a um portfólio de empreendimentos que a companhia prepara também em Minas Gerais.A empresa entrou com pedido junto à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) visando obtenção de outorga para um complexo fotovoltaico que seria construído na cidade de São João do Rio do Peixe, de acordo com publicação no Diário Oficial da União desta quarta-feira.

  • Agência Brasil

    Ministério prorroga emprego de pilotos da Força Nacional na Paraíba

    O Ministério da Justiça e Segurança Pública voltou a prorrogar a autorização para o emprego de pilotos de aeronaves da Força Nacional de Segurança Pública na Paraíba. De acordo com o texto da Portaria nº 32, publicada no Diário Oficial da União de hoje (11), os profissionais da tropa federativa permanecerão no estado por mais 180 dias até 8 de julho. Esta é a quinta vez que o governo estende o prazo de permanência dos profissionais na Paraíba desde outubro de 2019, quando o ministério autorizou o envio dos pilotos para prestar “apoio técnico operacional em aviação policial” às forças de segurança estaduais. Inicialmente, os agentes ficariam na Paraíba por 90 dias. Compete aos órgãos estaduais de segurança pública oferecer a infraestrutura e o apoio logístico necessários à operação realizada em conjunto com o Grupamento Tático Aéreo (GTA) da Paraíba, visando a capacitação profissional. O número de pilotos empregados foi definido pela Diretoria da Força Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça e Segurança Pública.