Assunto

Paraíba PB | Últimas notícias do estado e João Pessoa

  • Folhapress

    Brasil está de parabéns no cuidado com o meio ambiente, diz Bolsonaro na Paraíba

    COREMAS, PB (FOLHAPRESS) - Em meio à sequência de queimadas que devastam o Pantanal, e de focos de incêndio na Amazônia e no interior de São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (17), em visita ao interior da Paraíba, que o Brasil está de parabéns no cuidado com o seu meio ambiente. "O Brasil é o país que mais preserva o meio ambiente, e alguns, não entendem como, é o país que mais sofre ataques vindo de fora, no tocante ao seu meio-ambiente. O Brasil está de parabéns pela maneira como preserva o seu meio-ambiente", disse Bolsonaro. A declaração do presidente acontece no momento em que o Pantanal bateu o recorde histórico de queimadas para o mês. Setembro de 2007 detinha o posto de maior número de incêndios no bioma, com 5.498 focos de calor registrados pelo Programa Queimadas, do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Bolsonaro desembarcou no aeroporto de Juazeiro do Norte, no Ceará, e depois seguiu em um helicóptero até a cidade de Coremas, a 400 km de João Pessoa. O presidente chegou às 9h50, e depois de descer da aeronave, caminhou sem máscara pelo centro da cidade, onde cumprimentou à população e apoiadores que o aguardavam. O projeto do Complexo Solar Coremas, inaugurado pelo presidente, é uma obra setor privado, construída em parceria com a empresa dinamarquesa Nordic Power Partners e da desenvolvedora brasileira Rio Alto Energia, com apoio do Ministério de Minas e Energia e financiamento do Banco do Nordeste e do governo Federal. O complexo tem atualmente três fases já em funcionamento. O investimento total do projeto é de R$ 482 milhões, contando com R$ 287 milhões do Banco do Nordeste e R$ 195 milhões da empresa dinamarquesa. Durante o evento, Bolsonaro também afirmou que, enquanto governar, o país não terá nenhuma proposta de taxação do sol. A fala do presidente aconteceu em referência ao incentivo a energia renováveis. "Há poucos meses apareceu um fantasma em nosso meio, o pessoal queria taxar o sol e obviamente, nós sabemos, as agências são independentes, e tem um valor muito importante pra nós do Brasil", disse o presidente no evento. "Conversamos com o ministro, conversamos com o presidente da Aneel e chegou-se à conclusão que essa proposta até 22 que nós vamos estar no governo, não será posta em prática. Não haverá então a taxação do sol."

  • Agência Brasil

    Bolsonaro inaugura usina fotovoltaica no interior da Paraíba

    O presidente Jair Bolsonaro participou hoje (17) da inauguração da Usina Fotovoltaica Coremas III, em Coremas, na Paraíba. O complexo de usinas é o maior de energia solar do país e pertence ao grupo privado Rio Alto Energias Renováveis, que iniciou seus projetos em 2011, a partir dos primeiros leilões públicos em que a energia solar foi inserida.Bolsonaro destacou a importância do investimento em energias renováveis no país e disse que o governo trabalha para garantir essas parcerias com a iniciativa privada. O presidente da República, Jair Bolsonaro, Inaugura a Usina Fotovoltaica Coremas III \- Alan Santos/PR“Quero cumprimentar aqueles da Rio Alto que tiveram a coragem de empreender e investir em nosso país. E só se faz isso quando se tem garantia jurídica para tal. E o nosso governo é um governo de respeitar contratos e buscar parcerias e cada vez fazer com que empreender no Brasil seja menos complicado”, disse.Para o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, o Brasil é um exemplo para o mundo em sustentabilidade na geração de energia elétrica.“Estamos vendo nesse período de pandemia alguns países com apagões e aqui estamos já há seis meses com segurança energética. As nossas fontes limpas e renováveis representam 85% da geração de energia elétrica brasileira enquanto a média no mundo é 24%. Isso é motivo de orgulho para todos os brasileiros”, disse.Albuquerque também destacou o potencial do Nordeste para as fontes renováveis de energia. De acordo com ele, as fontes solar e eólica representam hoje cerca de 11% da capacidade de geração de energia do país. “E serão 25% em 2030”, disse o ministro. “Somente a Região Nordeste contribui com 84%, o que mostra a força da região para o setor de energias renováveis”.

  • Folhapress

    Hulk Paraíba diz que traiu por 12 anos a ex-mulher: 'Era vida de solteiro'

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A briga pública envolvendo o jogador de futebol Hulk Paraíba, 34, e sua ex-mulher, Iran, está pegando fogo. Agora, o atleta resolveu ir a público para fazer revelações fortes com relação ao antigo relacionamento. Segundo ele, nunca houve amor entre ambos e ele a traia com frequência nos 12 anos em que ficaram juntos. Em live, Hulk disparou contra a ex. Agora, ele namora a sobrinha dela, Camila, 32, quem ele garante não ter sido pivô da separação. Camila tem 20 anos a menos do que a tia. "Ela sabe muito bem onde eu a conheci e onde ela trabalhava, não vou entrar em detalhes por causa dos meus filhos. Sabe muito bem onde eu te conheci. Comecei a namorar e em menos de um mês você engravidou. Veio Ian, Tiago e Alice com a bênção de Deus. Meu casamento não surgiu por amor, por paixão, nada, foi um acidente de você engravidar de Ian. E assumi", disse. Na sequência, o jogador revelou que desde o início sustentava Iran e toda a família dela. Hulk também disse que ela não tinha nada antes de conhecê-lo e usou do nome dele para crescer. "O que a Camila administrava seu? Pagou faculdade, silicone, deu casa, fez transferência para ela? Tem recibo que deu para a Camila? É muito fácil sair contando mentiras. Iran, está na hora de parar essa palhaçada. Sou homem, assumo minhas coisas. Cansei das suas palhaçadas, dos bastidores", contou. Ele completou: "Camila nunca foi pivô de separação. Nunca me relacionei com a Camila quando estava casado. Sou homem. Não era feliz no meu casamento. Tinha inúmeros motivos. Passei meu casamento todo traindo a Iran. Vivia uma vida de solteiro. Ela sabia muito bem e queria ter só o status de esposa do Hulk", disparou. O jogador completou ao dizer que Iran gostaria de ter mídia e de virar blogueira. E a acusou de ser mentirosa. "É mentira atrás de mentira. Fez um post só de mentiras. Vim aqui porque não aguentava mais ouvir tanta maldades. Tinha gente vindo no Instagram falando que era meu fã, mas que agora não gostava mais de mim porque eu era escroto." BRIGA DE CASAL Em maio, Hulk e Iran chegaram a um acordo judicial. O jogador de futebol terá que dar a metade de todos os bens que ele adquiriu durante os 12 anos de casamento com Iran. Eles eram casados com regime de comunhão de bens. Em abril, o paraibano de Campina Grande resolveu se pronunciar pela primeira vez a respeito da separação de Iran Ângelo, e sobre seu atual relacionamento com a sobrinha da ex-mulher. Além disso, o jogador de futebol usou a função Stories, do Instagram para se defender de comentários feitos por Mara Maravilha durante o Fofocalizando (SBT). "Mara Maravilha que de maravilha não tem nada", iniciou o atacante. "Não tenho religião, mas aprendi a respeitar todas. Se formos falar do seu passado, é aquele ditado: 'Meu passado me condena'. Quando você for abrir a boca, fala a verdade, não fala para aparecer, porque você tentou de todas as formas aparecer, usou de religião para aparecer e não conseguiu", desabafou Hulk. Ele também desmentiu o colunista do UOL Leo Dias por ter afirmado que Iran estaria pedindo R$ 700 milhões no processo de separação. "Você vem falar nessa cifra!? Você sabe que eu tenho que proteger minha família? Você vem falar que meu patrimônio é esse, fala que minha ex-esposa está cobrando R$ 700 milhões. De onde você tirou isso? Não tenho esse patrimônio. São números assustadores. Esses números são absurdos, espantam todo mundo, são mentirosos", indignou-se o jogador. Hulk ainda negou que Camila esteja grávida, mas deixou claro que são jovens e que, se isso acontecer, será o primeiro a informar o público. O paraibano foi categórico em afirmar que a atual namorada não foi a razão pelo fim de seu casamento com Iran. "Eu me separei porque já tinha anos que não existia mais casamento. Mas, por respeito, não vou tocar no assunto. Só estou falando para dizer que Camila não foi pivô da separação. Não foi uma separação amigável, mas não vou tocar no assunto".

  • Folhapress

    Criador do aplicativo Monitora Covid-19 morre na Paraíba após contrair coronavírus

    RECIFE, PE (FOLHAPRESS) - Um dos idealizadores do aplicativo Monitora Covid-19, o analista de sistemas e administrador paraibano Fábio Tadeu Guimarães, 47, morreu no sábado passado (8) contaminado pelo novo coronavírus. Ele passou 26 dias internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital particular de João Pessoa. Os primeiros sintomas da doença apareceram logo após algumas visitas profissionais que Guimarães fez a um hospital de campanha montado em Paulista, na região metropolitana do Recife, para implantação de um sistema desenvolvido por sua empresa para monitoramento de pacientes. Diretor de tecnologia da empresa Novetech, responsável pelo desenvolvimento do aplicativo que registra informações de pessoas com sintomas da doença e viabiliza atendimentos de maneira remota, trabalhava também em parceria com membros do comitê científico do Consórcio Nordeste. Desde o início da pandemia, 140 mil atendimentos foram realizados a partir do acesso de pacientes ao Monitora Covid-19. Os governos estaduais de Paraíba, Piauí, Alagoas, Maranhão e Bahia disponibilizam profissionais médicos que ficam interligados diretamente ao programa desenvolvido por Guimarães e sua equipe. O código do aplicativo foi viabilizado para o comitê sem qualquer tipo de custo. Nas redes sociais, o neurocientista Miguel Nicolelis, um dos coordenadores do comitê científico do Consórcio Nordeste, disse que o paraibano foi um herói no combate ao coronavírus. “Estamos todos abalados com a perda de um grande amigo e colaborador inestimável”, postou Nicolelis. Sócio de Fábio por seis anos, o diretor comercial da Novetech, Antônio Carlos Magalhães, declarou que o amigo participava ativamente do coletivo que fazia análise de dados da Covid-19 para a sala de situação do comitê científico que assessora governadores nordestinos durante a pandemia. “Era um cara que gostava de ajudar as pessoas. Estava nessa batalha contra o coronavírus”, afirmou. Magalhães declarou que o primeiro sintoma apresentado pelo analista foi febre alta. “Ele havia visitado um hospital de campanha em Paulista (PE) para implementação do sistema que nossa empresa desenvolveu. Depois, teve febre por uns três dias. O quadro se agravou e teve que ir para UTI.” Fábio Tadeu Guimarães deixa esposa e dois filhos.

  • Yahoo Notícias

    Procurador é flagrado dormindo durante sessão do Tribunal de Justiça da Paraíba

    A deputada Joice Hasselmann postou: "Acontece... Procurador de Justiça dorme durante sessão do Tribunal de Justiça da Paraíba. ... e sessão continuou"

  • Yahoo Notícias

    Jiboia de três metros engole cachorro na Paraíba

    O réptil foi encontrado por um trabalhador que limpava o local e acionou a PM. O bicho foi solto na Mata do Planalto, na Grande João Pessoa

  • Agência Brasil

    Sesi na Paraíba é investigado por suspeita de superfaturamento em obra

    A unidade do Serviço Social da Indústria (Sesi) da Paraíba é alvo de uma operação deflagrada hoje (2) pela Polícia Federal (PF), Controladoria-Geral da União (CGU) e Ministério Público Federal (MPF) para apurar suspeitas de irregularidades em obras contratadas pela entidade.Noventa e seis policiais federais e nove auditores da CGU, que participam da chamada Operação Cifrão, estão cumprindo 28 mandados judiciais de busca e apreensão em endereços de Campina Grande, Queimadas e da capital, João Pessoa.Segundo a CGU, ao auditar as contas da unidade paraibana do Sesi, técnicos encontraram indícios de superfaturamento em três obras de construção e reforma de centros de atividades da entidade no estado. A controladoria calcula que o prejuízo pode superar os R$ 2 milhões do dinheiro que o Sesi recebe por meio de contribuições compulsórias feitas por indústrias de todo o país. Indícios de fraudes em processos Ainda de acordo com a CGU, os auditores também encontraram indícios de fraudes em processos licitatórios e vínculos entre os sócios das empresas contratadas e colaboradores e dirigentes do Sistema Indústria da Paraíba – ao qual o Sesi está ligado.“Com o aprofundamento das apurações pelos órgãos parceiros, foram descobertas movimentações entre as contas bancárias das empresas contratadas e de pessoas relacionadas, direta ou indiretamente, ao Sesi/PB, por meio de uma ginástica financeira, na tentativa de ocultar as aludidas transferências de recursos”, afirma a CGU, em nota.Também em nota, a Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep) informou que só teve conhecimento das investigações esta manhã. “Todos os documentos solicitados foram entregues à Controladoria Geral da União, Polícia Federal e Ministério Público Federal com o intuito de contribuir com as investigações e elucidação dos fatos”, afirma a entidade, garantindo que irá colaborar com a apuração.

  • Agência Brasil

    MJ prorroga emprego da Força Nacional na Paraíba

    O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJ) prorrogou, por mais 90 dias, o emprego da Força Nacional na Paraíba, para "prestar apoio técnico operacional em aviação policial".A portaria que prevê a prorrogação foi publicada no Diário Oficial da União de hoje (1º), e seu prazo poderá ser prorrogado, caso seja necessário.Com a prorrogação, a presença da Força Nacional está garantida até o dia 11 de outubro. O contingente a ser disponibilizado obedecerá ao planejamento definido pela diretoria da Força, que é vinculada à Secretaria de Segurança Pública do MJ.

  • Agência Brasil

    Fotos em preto e branco mostram São João de Campina Grande na pandemia

    Acostumado a fotografar as cores do São João de Campina Grande, na Paraíba, e eternizar em seus registros a alegria desta festa, o fotógrafo Emanuel Tadeu tenta se acostumar a ideia da não realização do evento neste ano, principalmente por tudo que o São João representa para a comunidade local.“O São João é muito importante para Campina Grande, principalmente. Porque o comércio aqui no período junino, a economia é muito forte. Eu digo que é nosso 13º. Ele mesmo tendo que ser pausado, né, ele não deixa de existir. São João precisou ser pausado por força maior que é a nossa saúde, que é a nossa maior prioridade”, disse o fotógrafo.E como está a vida das pessoas que dão vida ao São João de Campina Grande? Como eles estão encarando este período de pandemia e de isolamento social? Foi pra responder a estas perguntas que o fotógrafo resolveu registrar um pouco da vida do cantor de forró, da costureira, do sanfoneiro, do quadrilheiro, do vendedor ambulante. Afinal, são essas pessoas que dão cor, tom, beleza e animação à festa. Exposição "O descolorir da tradição - Sonhos em quarentena" de Emanuel Tadeu - Emanuel Tadeu/Direitos reservado“ É por conta dessas pessoas que o São João tem a força, a proporção que ele tem. Eu consegui extrair delas o sentimento de saudade que elas estão diante de todo esse cenário”, contou à reportagem da Rádio Nacional. Uma das fotos que chamou atenção foi de uma ambulante, pois “ela fala com o sorriso”, disse. “E num momento lá que eu tava fotografando eu falei, Fia, represente pra mim todo esse cenário que você está vivendo, no seu semblante”. Ela silenciou, olhou pra baixo, e começou a chorar. Eu vou levar aquela cena pro resto da minha vida. Eu aprendi muito com aquelas pessoas”. Apesar das cores do São João, a retratação deste momento foi em preto e branco. A razão, o fotógrafo explica: “o objetivo do projeto é justamente esse: mostrar essa descontinuação das cores e da vida e mostrar os sonhos em quarentena dessas pessoas que estão acostumadas a viver em um período junino totalmente colorido e do nada se deparar com o preto e branco”.    Exposição "O descolorir da tradição - Sonhos em quarentena" de Emanuel Tadeu - Emanuel Tadeu/Prefeitura de Campina Grande/Direitos reservadosAs fotografias estão expostas na internet no site vivavampina.com.br, a partir de segunda-feira (22).Confira reportagem na Rádio Nacional:

  • Agência Brasil

    Pandemia afeta tradição do São João em Campina Grande e Caruaru

    Por causa da pandemia de covid-19, o arrasta-pé junino que invade o Brasil, especialmente o Nordeste, nesta época do ano vai ser diferente. Nos berços das festas, as cidades de Caruaru, em Pernambuco, e de Campina Grande, no agreste da Paraíba, que disputam o título de maior São João do Mundo, os festejos vão ganhar versão inédita, exclusivamente online, este mês.Segundo a empresa realizadora do evento, nos dias 23, 24 e 27 de junho, 17 artistas vão se apresentar.Com transmissão pelo canal do evento no YouTube, o São João virtual será realizado com a participação de artistas regionais e atrações nacionais, como a cantora Elba Ramalho – dia 23 de junho - e tem como objetivo inovar e levar a festa para perto do público. Os shows terão cenário junino, retratando o Parque do Povo, sem a participação do público, mas adotando todas as medidas de proteção determinadas pela Organização Mundial da Saúde e autoridades sanitárias, para garantir a segurança dos artistas e equipes de produção. PresencialEm Campina Grande, que nos 30 dias de festa chega a movimentar R$ 300 milhões, os organizadores ainda pretendem fazer o evento da forma tradicional neste ano. A programação com os forrozeiros, no Parque do Povo, está marcado para o período de 9 de outubro a 8 de novembro deste ano, se não houver restrição na época por causa da pandemia do novo coronavírus. CaruaruJá Caruaru, que recebe mais de 3 milhões de pessoas nesta época, teve a festa cancelada, sem previsão de nova data. Para arrecadar donativos para 18 mil trabalhadores que se envolvem direta e indiretamente na realização do evento todos os anos, foi criada a plataforma São João Caruaru Solidário em parceria com igrejas, entidades da sociedade civil e organizações não governamentais.Para doar, basta acessar o site do projeto, que oferece a possibilidade de custear cestas básicas (R$ 48), kits de higiene (R$ 25) e outros valores. Quem preferir também pode entregar a doação fisicamente na sede da prefeitura. Durante a apresentação do São João Caruaru Solidário, a prefeitura exibiu vídeos de artistas que apoiam a campanha, como Dorgival Dantas, o vocalista da banda Mastruz com Leite, Neto, Petrúcio Amorim, Elba Ramalho e Eric Land. "As cores e o brilho da nossa festa vão estar em nossa memória e no coração, guardados com carinho para o próximo ano, se Deus quiser", diz Dorgival Dantas.

COMPARTILHE ESTA PÁGINA