Assunto

Pernambuco PE | Últimas notícias do estado

  • Folhapress

    Prefeitura assina regras para volta de teatro, shows de pé e eventos com 600 pessoas

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Nesta quinta-feira (24), a Prefeitura de São Paulo assinou os protocolos para a reabertura dos equipamentos de cultura. Os setores só poderão retomar as atividades quando a capital atingir a fase 4 (verde) do Plano SP --por ora, a cidade está na 3 (amarela). A expectativa é que a reclassificação aconteça até o começo de outubro. As novas regras vão permitir eventos com até 600 pessoas, incluindo teatros, casas de show e espetáculos, museus, galerias, bibliotecas, convenções, seminários, workshops, palestras, feiras de artesanato, gastronômicas e similares. As festas, no entanto, continuarão vetadas por tempo indeterminado. Para eventos com mais de 600 pessoas, será necessário uma autorização especial junto à Secretaria Municipal de Licenciamento. Já os eventos para mais de 2.000 pessoas permanecem proibidos até o fim da fase verde. "Ainda não é a comemoração do fim da pandemia, ainda não é o momento de retomarmos. É o momento de flexibilizar pensando nos empregos, nas pessoas, no setor produtivo, mas sem deixar de lado a preservação da vida aqui na cidade", disse o prefeito Bruno Covas (PSDB). Os protocolos para as salas de cinema foram determinados no dia 3 de setembro. A maioria das regras são iguais para todos os setores, como obrigatoriedade do uso de máscaras, disponibilização de álcool em gel, garantia de distanciamento de 1,5 metro, máximo de 60% da capacidade e medição de temperatura na entrada. As medidas também preveem que funcionários com comorbidades, acima de 60 anos e aqueles que não tenham quem cuide de seus dependentes no período em que estiverem fechadas as creches, escolas ou abrigos devem continuar no home office. Também está previsto que os estabelecimentos devem disponibilizar formas de pagamento alternativas como transferência bancária e pagamentos por aproximação, para evitar o contato com o caixa e máquinas de cartão. A Prefeitura ainda indica fazer marcações no piso onde filas podem ser formadas, e também em balcões de atendimento, caixas de pagamento e sanitários. EVENTOS Grupos de até seis pessoas --também o número máximo de pessoas por mesa-- poderão ficar reunidos. Além disso, organizadores devem instruir o público a chegar aos locais com antecedência de uma hora, e fazer revista apenas com detectores de metais. O uso da máscara só não é obrigatório quando os participantes do evento estiverem sentados. MUSEUS As visitas em grupos devem ser limitadas a grupos de até dez pessoas, respeitando as regras de distanciamento. O protocolo ainda prevê que a montagem das exposições deve ser feita de forma escalonada, a fim de evitar o contato entre diferentes equipes. Exposição cujo acervo é composto por obras que devem ser apreciadas por meio do toque devem ser evitadas. Se optar por expô-las mesmo assim, o estabelecimento deve disponibilizar álcool gel a ser utilizado antes e após o manuseio, que deve ser controlado por um funcionário. CASAS DE ESPETÁCULO, TEATROS, CIRCOS E SIMILARES Os assentos devem ser intercalados, deixando dois lugares livres entre os espectadores. Apenas quem comprar ingressos em conjunto poderá sentar lado a lado, dentro do limite de seis pessoas por grupo. No caso de salas de espetáculo com mesas, cadeiras de mesas diferentes, quando ocupadas, devem estar distantes um metro uma da outra. O número máximo por mesa é de seis pessoas. Já em casas de shows e espaços em que o público fica de pé, devem ser feitas marcações no chão, garantindo a distância de 1,5 metro entre as pessoas. Corredores com espaçamento de 2 metros para circulação de pessoas são obrigatórios. No interior dos estabelecimentos, os clientes só podem consumir alimentos, bebidas e outros produtos se estiverem sentados. Estarão vedados também os intervalos no meio dos espetáculos, bem como sessões de fotos com artistas e a participação do público nas atrações. BIBLIOTECAS O atendimento por meio de canais digitais será prioritário e o presencial deve ocorrer apenas quando não houver outra forma de comunicação. Além disso, o tempo de permanência será controlado. As bibliotecas devem estimular o acesso online de documentos e materiais autorizados, como livros que estão em domínio público, e facilitar a renovação de empréstimo de material por telefone ou plataformas digitais. Entre as medidas, também é recomendado que os estabelecimentos facilitem o acesso a obras solicitadas nas escolas do entorno, obras que serão utilizadas em vestibulares ou Enem e clássicos de todos os gêneros de literatura brasileira e estrangeira. Pessoas que integram o grupo de risco devem ter horário de visitação específico e deve ser separado um local de fácil acesso aos materiais de maior circulação, reduzindo o fluxo de pessoas no mesmo espaço. O decreto também prevê que nos espaços comuns como balcão e áreas de atendimento não se deve deixar nenhum item pessoal. Além disso, a devolução de obras deve ser encaminhada diretamente a área de quarentena pré-determinada por 48h. CINEMAS Os cinemas da cidade poderão funcionar por apenas oito horas diárias durante a fase verde. As salas devem ter a capacidade reduzida a 60%, com um limite máximo de 200 pessoas. Essa restrição é válida para os primeiros 28 dias em que a cidade estiver na fase verde. Em seguida, o limite passa para 500. Os espectadores devem permanecer sentados a uma distância de pelo menos 1,5 metro entre si. Se for necessário, as poltronas deverão ser intercaladas, de modo a garantir o distanciamento. Pessoas que comprarem o ingresso juntas, como casais e famílias, poderão sentar-se mais próximas umas das outras, desde que não seja um grupo maior do que seis indivíduos. A conferência dos ingressos deverá ser manual ou executada por meio de leitor ótico. Para a venda de produtos em lanchonete, só poderão ser usados cartões ou outros meios eletrônicos de pagamento --ou seja, dinheiro em espécie não poderá ser aceito. Após o término da sessão, os empregados terão de higienizar poltronas, corrimãos, puxadores de portas ou qualquer outra superfície de contato.

  • 90min

    Alerta ligado: com desconforto cardiorrespiratório, volante do Sport Club do Recife vai passar por exames

    Com desconforto cardiorrespiratório, Betinho, volante do Sport Club do Recife, vai passar por exames: "Ligou o alerta", diz médico do clube.

  • LANCE!

    Hernanes admite erro no segundo gol da LDU: 'Sobrou no pé do adversário'

    Meio-campista falou sobre o lance  e admitiu o erro. Apesar disso, o Profeta demonstra confiança para a sequência do São Paulo na Copa Libertadores

  • Reuters

    Condições para sinalização de que Selic não deve subir seguem de pé, diz BC

    BRASÍLIA (Reuters) - O Banco Central indicou que as condições para sua sinalização de que a taxa Selic não deve subir seguem de pé, segundo ata do Comitê de Política Monetária (Copom) publicada nesta terça-feira, na qual reforçou considerar adequado manter a chamada prescrição futura como instrumento de política monetária adicional. Apesar da existência de uma assimetria em seu balanço de riscos para a inflação para o lado altista, o BC ressaltou que não pretende reduzir o grau de estímulo monetário a menos que o quadro mude.

  • LANCE!

    Após derrota em Recife, Fluminense terá mais quatro jogos contra equipes da parte de baixo da tabela

    Tricolor terá uma sequência importante e poderá embalar de vez no Brasileirão. Paralelo a isso, o time enfrentará uma decisão contra o Atlético-GO, em Goiânia, pela Copa do Brasil

  • LANCE!

    Ex-Flu, atacante celebra primeiro gol pelo Central-PE: 'Feliz e motivado'

    Euller fez seu primeiro gol pelo Central-PE no último sábado (19), contra o Jacyobá-AL, no empate por 2 a 2, pelo Brasileirão Série D após entrar na segunda etapa

  • LANCE!

    Para começar com o pé direito: City busca vitória contra o Wolverhampton em estreia no Inglês

    Equipe de Pep Guardiola mantém a base e vai ao estádio Molineux encarar jogo complicado; Wolves venceram os dois confrontos entre as equipes na última temporada

  • 90min

    Thiago Neves em Recife? Sport faz postagem enigmática e gera especulações nas redes

    Sport faz postagem enigmática e gera especulações sobre possibilidade de contratação de Thiago Neves.

  • Agência Brasil

    Operação Desumano da PF investiga fraudes em Recife e Jaboatão

    Supostas irregularidades em contratação de organização social de saúde (OSS) para gerenciamento de serviços de saúde pelas prefeituras do Recife/PE e de Jaboatão dos Guararapes/PE são alvo, nesta quarta-feira (16) da Operação Desumano. Os recursos liberados pelo Sistema Único de Saúde eram para medidas de combate à covid-19.Na ação, que tem o apoio do Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público do Estado de Pernambuco (Gaeco/PE), cerca de 80 policiais federais e 8 auditores da Controladoria-Geral da União (CGU) estão dando cumprimento a um mandado de prisão temporária e 21 de busca e apreensão: 16 em Recife, três em Jaboatão dos Guararapes, um em Olinda e um em Paulista, também em Pernambuco.Os levantamentos iniciais efetuados pela CGU e pelos órgãos parceiros identificaram irregularidades na execução dos valores. A empresa investigada foi favorecida pela dispensa de licitação em dois processos. Juntos, eles somam quase R$ 58 milhões. As análises e diligências efetuadas concluíram ainda que os municípios investigados contrataram a organização social para atuar na terceirização de serviços de saúde, sem que esta detivesse requisitos formais e capacidade operacional, patrimonial e financeira compatíveis com os serviços pactuados. “Há indícios de possível direcionamento, por parte de agentes públicos dos municípios, bem como possíveis pagamentos indevidos, mediante desvios de recursos na execução dos contratos”, explicou a PF.Até agosto deste ano, Recife havia recebido, por meio do Fundo Municipal de Saúde, cerca de R$ 95 milhões para o enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da pandemia do novo coronavírus e o município de Jaboatão dos Guararapes , cerca de R$ 32 milhões.As investigações apontaram indícios de participação de grupo econômico já investigado na Operação Assepsia no Rio Grande Norte, o qual, segundo apurado, chefiava uma organização criminosa com atuação em vários estados brasileiros para o direcionamento de contratação de organizações sociais para a administração de hospitais.Os envolvidos podem responder pelos crimes de peculato, organização criminosa, falsidade ideológica e dispensa indevida de licitação, tudo isso sem prejuízo de outros delitos que venham a ser apurados no decorrer da investigação. Somadas, as penas ultrapassam os 20 anos de prisão.Ouça na Radioagência Nacional

  • 90min

    Barcelona bate pé em valor da multa, e Rafinha Alcântaram tem futuro encaminhado para a temporada

    Mesmo fora dos planos de Koeman, Rafinha vai permanecer no Barcelona até final do contrato; clube só libera meio-campista em caso de pagamento da multa

COMPARTILHE ESTA PÁGINA