Assunto

Red Bull Bragantino | Notícias sobre campeonatos e jogos

  • Yahoo Esportes

    Com direito a 'lei do ex', Red Bull Bragantino joga melhor e bate o Corinthians na Neo Química Arena

    Com gols de Helinho e do ex-corintiano Claudinho, os visitantes levaram a melhor e subiram para a 11ª posição na tabela, enquanto o Alvinegro ficou com a 10ª colocação.

  • Folhapress

    Bragantino vence na Arena e freia Corinthians em luta por vaga na Libertadores

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Corinthians teve uma jornada ruim em sua luta para conquistar vaga na próxima Copa Libertadores. O RB Bragantino entrou de vez nessa briga ao vencer o time alvinegro na Neo Química Arena, na noite de segunda-feira (25), por 2 a 0. Helinho e Claudinho marcaram os gols que definiram um triunfo relativamente tranquilo da equipe de Maurício Barbieri, superior na maior parte do confronto. Ela chegou aos 44 pontos, na 11ª colocação do Campeonato Brasileiro. O clube do Parque São Jorge, com 45, está em décimo. São os seis primeiros do Nacional que obtêm vaga na principal disputa sul-americana. Há, porém, uma possibilidade real de o G-6 virar G-7 ou G-8, a depender dos resultados das finais da Copa do Brasil e da própria Libertadores, que também valem classificação. Para obter um bom resultado em Itaquera, o Bragantino soube frear muito bem o sistema de construção do Corinthians, impulsionado pelo trabalho de seus laterais. Fagner e Fábio Santos eram fortemente marcados, e a pressão alta rendeu frutos quase imediatos aos visitantes. Logo aos dois minutos do primeiro tempo, um toque de Fábio Santos foi interceptado. A equipe que jogava de vermelho trocou passes rápidos até que a bola chegasse a Helinho, que bateu com precisão, da meia-lua, para abrir o placar. Como que esmurrando pontas de faca, os donos da casa insistiam em uma saída que não funcionava e eram encaixotados. Só tinham algum sucesso nas raras bolas longas para Jô disputar no alto, e assim apareceram lances de perigo, mas o rival parecia mais concentrado. No final da etapa inicial, aos 42, o Bragantino ampliou a vantagem em jogada bem construída. Ytalo recebeu entre os zagueiros e deixou Claudinho na cara do gol para marcar, o que levou Vagner Mancini a acionar Otero e Léo Natel no intervalo, sacando Mateus Vital e Gustavo Silva. Ao longo do segundo tempo, o treinador também botou para jogar Luan, Everaldo e Gabriel Pereira. Luan entrou bem, mas a reação necessária não ocorreu. Os visitantes controlaram bem as ações e tiveram até oportunidades de obter um placar maior. CORINTHIANS Cássio; Fagner, Bruno Méndez, Gil, Fábio Santos; Gabriel, Ramiro (Gabriel Pereira), Gustavo Mosquito (Léo Natel), Cazares (Luan), Mateus Vital (Otero); Jô (Everaldo). T.: Vagner Mancini RB BRAGANTINO Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger, Edimar; Ryller (Eric Ramires), Raul, Claudinho (Bruno Tubarão); Helinho (Cuello), Ytalo (Hurtado), Artur (Leandrinho). T.: Maurício Barbieri Estádio: Neo Química Arena, em São Paulo (SP) Juiz: Bruno Arleu de Araújo (RJ) Cartões amarelos: Léo Natel, Everaldo e Ramiro (Corinthians); Helinho e Aderlan (RB Bragantino) Gols: Helinho, a 1min, e Claudinho, aos 42min do primeiro tempo

  • Folhapress

    Ex-Corinthians, Claudinho explodiu no RB Bragantino

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Vice-artilheiro do Campeonato Brasileiro (ao lado de Marinho, do Santos), com 15 gols, Claudinho foi sondado por Renato Gaúcho, durante a partida entre Grêmio e Red Bull Bragantino, em novembro. O treinador confirmou o interesse no jogador. Há também a possibilidade de ele se transferir para o RB Leipzig (ALE), time mais expressivo entre os tentáculos da multinacional de bebidas. O Al Ittihad disse estar disposto a pagar 10 milhões de euros (pouco mais de R$ 66 milhões) para levá-lo à Arábia Saudita. A explosão na carreira do meia de 23 anos demorou para acontecer. De 2016 a 2018, ele foi emprestado pelo Corinthians para o Bragantino, Santo André, Ponte Preta e Oeste. "Você fica um pouco triste porque está em um time grande e espera receber a chance, não sair por empréstimo. Mas não tem de abaixar a cabeça e se frustrar. Passei por esses clubes e ganhei experiência. Aprendi", afirma. Mais do que os gols, Claudinho se transformou em um dos jogadores mais decisivos do Brasileiro. Algo que poderia ter acontecido com a camisa do Corinthians, adversário do Bragantino nesta segunda (25), às 20h, na Neo Química Arena. Pelo clube do Parque São Jorge, porém, atuou por apenas cinco minutos, contra o Linense, pelo Paulista de 2016. "Eu criei um pouco de expectativa [de ser mais aproveitado no Corinthians]. O time tinha acabado de ser campeão [Brasileiro de 2015]. O Tite e a comissão técnica gostavam de mim. Joguei só cinco minutos, mas fui bem. Mas não era para ser, paciência", diz. O Corinthians não foi seu primeiro clube grande. Descoberto com cinco anos, ao jogar bola nas ruas da periferia de São Vicente (SP), foi levado para o futsal do Santos. Ficou no clube até os 18 e afirma que nunca desejou sair. Claudinho deixou a Vila Belmiro em 2015 porque a diretoria permitiu que seu contrato terminasse e, quando ofereceu renovação, propôs o mesmo salário de antes. "Eu me considero um Menino da Vila. Eu nunca desejei deixar o Santos. Queria subir para o profissional. Fiz toda a base lá, foi onde cresci. Era fã dos jogadores do time", lembra o armador, que tem Robinho como ídolo. A chance que faltou no Santos e no Corinthians e a estabilidade que não encontrou nos empréstimos foram dadas a partir de 2019, quando a Red Bull assumiu o Bragantino. Com nove gols, ele foi vice-artilheiro do time e um dos protagonistas na campanha do título da Série B. Com a melhor campanha na fase de grupos, a equipe chegou às quartas de final do Paulista de 2020 para enfrentar o Corinthians. A preparação foi atrapalhada por erro do Hospital Albert Einstein, que fez o clube acreditar ter 26 casos de Covid-19, sendo nove jogadores. Estes tiveram de ir para a capital horas antes da partida e só chegaram ao Morumbi a poucos minutos do jogo. O Corinthians venceu por 2 a 0. "Não posso dizer que o resultado seria diferente, mas ficou cansativo para os jogadores que tiveram de fazer o exame de novo. Passaram o dia inteiro no hospital, alguns não dormiram direito. Atrapalhou a nossa preparação", diz. Claudinho entrou no Brasileiro da Série A como a principal referência de um time que tinha como projeto terminar na zona de classificação para a Copa Sul-Americana. Nem tudo foram flores. O técnico Felipe Conceição o colocou no banco de reservas em vários jogos. O Red Bull Bragantino, que imaginava a segurança de uma posição intermediária, entrou na zona de rebaixamento. "Eu não entendi. Ninguém do clube, da minha família ou os meus empresários entenderam muito bem o que o treinador que estava aqui pensava. Mas eu sabia que uma hora ou outra [a posição de titular] ia cair no meu colo. Era má gestão, o time não estava encaixando e quem estava comandando não geriu bem o clube", analisa. Sua previsão se concretizou. Com a chegada de Maurício Barbieri, a vaga caiu no seu colo. E ele não olhou mais para trás. Nas últimas dez rodadas, anotou sete gols. Seus 15 marcados já representam a melhor marca individual de um jogador na história do Bragantino no Brasileiro. A equipe iniciou a 32º rodada na 11ª posição, dentro da zona de classificação para a Sul-Americana. Para quem começou a sonhar com o futebol aos 5, aos 23 tudo parece começar a dar certo. E quando Claudinho se sente bem, o som do funk ou do trap (vertente do rap) de cantores que são seus amigos ecoa no vestiário do Red Bull. Vários deles costumavam visitá-lo (na fase pré-pandemia) na concentração do clube. "Tenho certeza que vou chegar a lugares extraordinários. Coloco tudo isso na mão de Deus. Quando eu era criança, meu pai saía para trabalhar e conseguir pagar o aluguel, comprar arroz, feijão e de vez em quando uma mistura. Percebi que, se conseguisse virar atleta, iria tirá-los daquele sufoco", afirma. O meia de 23 anos atualmente mora em Bragança Paulista com os pais Rodrigo e Lúcia, 41, e a irmã Rayane, 18. * CORINTHIANS X BRAGANTINO 20h, Neo Química Arena Na TV: Premiere

  • Folhapress

    Em boa fase, Corinthians e RB Bragantino se enfrentam por Libertadores

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Corinthians enfrenta o RB Bragantino nesta segunda-feira (25), às 20h, na Neo Química Arena, no desfecho da 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time da capital busca a segunda vitória consecutiva para seguir na briga por vaga na Copa Libertadores da América. O Corinthians entrou na rodada em oitavo lugar, com 45 pontos, e tem Fluminense e Santos como seus principais adversários nessa disputa. Ceará e RB Bragantino também se mostraram dispostos a entrar na briga pelo torneio continental. Para isso, o Corinthians aposta no bom momento que vive no Brasileirão. Dos últimos 24 pontos disputados, o time de Vagner Mancini ganhou 19. O único momento de instabilidade nesse período de dois meses aconteceu na goleada sofrida para o Palmeiras por 4 a 0. Para encarar o Bragantino, o Corinthians não poderá contar com o zagueiro Jemerson. Ele sofreu uma lesão no joelho, ficará um mês afastado dos gramados e será substituído por Bruno Méndez. Outra novidade é a volta de Gabriel em lugar de Camacho. Nas demais posições, o time será o mesmo que venceu o Sport por 3 a 0. O Bragantino também vive seu melhor momento no campeonato ao ganhar 10 dos últimos 12 pontos disputados. Goleadas sobre São Paulo e Vasco fazem parte dessa sequência, e muito disso se deve às atuações do meia Claudinho, vice-artilheiro do Brasileirão, com 15 gols. A única dúvida do técnico Maurício Barbieri está no meio-campo. Ricardo Ryller cumpriu suspensão automática diante do Vasco e está à disposição. Mas como Ramires foi bem diante dos cariocas, tem chance de seguir entre os titulares. CORINTHIANS Cássio; Fagner, Gil, Bruno Méndez, Fábio Santos; Gabriel, Ramiro, Gustavo Mosquito, Cazares, Mateus Vital; Jô. T.: Vagner Mancini RB BRAGANTINO Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Fabrício Bruno, Edimar; Raul, Ricardo Ryller (Eric Ramires), Claudinho; Artur, Ytalo, Helinho. T.: Maurício Barbieri Estádio: Neo Química Arena, em São Paulo Horário: 20h desta segunda-feira Juiz: Bruno Arleu de Araújo (SP)

  • 90min

    Corinthians x RB Bragantino | Onde assistir, prováveis escalações, horário e local; Timão tem muitos problemas

    Nesta segunda-feira (25), o Corinthians vai receber o Red Bull Bragantino na Neo Química Arena, às 20h (de Brasília), pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

  • LANCE!

    Corinthians segue preparação para enfrentar o Red Bull Bragantino com treino técnico

    Os titulares contra o Sport tiveram uma carga menor que os demais. Na segunda (25), o Timão recebe o Massa Bruta, que venceu seus últimos dois jogos no Brasileirão

  • 90min

    Por que Vasco, Grêmio, Athletico-PR, Corinthians, Sport e Bragantino podem definir o novo campeão brasileiro?

    Exceção feita ao confronto direto e ao duelo rubro-negro contra o São Paulo, Flamengo e Inter têm exatamente os mesmos adversários na reta final do Brasileirão

  • 90min

    Passeio do Bragantino é choque de realidade em quem via a área técnica como único problema no Vasco

    Goleada categórica sofrida pelo Vasco diante do Bragantino escancara diferença de organização entre os clubes, e que problema do Vasco transcende técnico.

  • LANCE!

    Vasco tem atuação para esquecer e é goleado pelo Red Bull Bragantino

    Time levou uma avalanche no primeiro tempo e perdeu só de um a zero. Na segunda etapa, avançou no campo, mas viu a defesa sofrer com o show de Claudinho

  • 90min

    Vasco tem desfalque 'de última hora' para duelo contra o Red Bull Bragantino

    Por decisão da comissão técnica, Martín Benítez fica no Rio de Janeiro para aprimorar parte física e desfalca Vasco contra o Bragantino.