Assunto

BBB 2021 | Últimas notícias do Big Brother Brasil

  • Extra

    Viih Tube, do 'BBB 21', chora em vídeo e pede desculpas por cuspir em boca de gato: 'Apanhei na rua'

    Confinada no hotel para participar do "BBB 21", a youtuber Vitória Moraes, mais conhecida como Viih...

  • Folhapress

    Thelma diz que torce por maior representatividade no BBB e fala em quebrar estereótipos

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Há um ano, Thelma Assis, 36, estava confinada em um quarto de hotel, com um empréstimo feito no banco e ansiosa para iniciar um dos maiores sonhos de sua vida: participar do Big Brother Brasil. A médica estava prestes a entrar em uma emocionante montanha-russa, como ela mesma descreve, e viver um dos três principais momentos de sua vida, junto aos dias de sua formatura e de casamento. Nascida em São Paulo, Thelminha --apelido pelo qual é conhecida entre amigos-- viu sua vida transformar-se completamente após vencer a 20ª edição do reality da Globo, que lhe garantiu o maior prêmio de R$ 1,5 milhão. Além do dinheiro, ela foi designada para apresentar um quadro no programa É de Casa (Globo) aos sábados, lançou seu próprio programa de entrevistas no YouTube, o Triangulando, e virou garota-propaganda de marcas de beleza e até da Prefeitura de São Paulo. "Do ponto de vista de milionária, é muito bom poder deitar a cabeça no travesseiro e ficar tranquila em relação ao dinheiro. Mas, na prática, minha vida continua muito parecida com o que era antes. Eu continuo morando no mesmo lugar, tendo as mesmas ideias e sendo muito 'pé no chão'", diz a médica em entrevista ao F5. Ela conta que atualmente investe o dinheiro do prêmio para poder, após alguns meses, realizar outro sonho: comprar um imóvel próprio. "Para quem já viveu com R$ 300 por mês, como eu já vivi, quando se tem R$ 1,5 milhão, não quer que acabe. Sempre me planejo muito em relação aos meus sonhos, e o financeiro não podia ser diferente", diz. Um ano após a entrada no reality, e a poucos dias da estreia do BBB 21, Thelma sente-se novamente ansiosa, mas desta vez para assistir ao programa sob outra perspectiva, de saudosismo e mais empatia pelos novos participantes. Antes de conhecer os nomes, ela já torcia pela entrada de um participante da comunidade LGBTQI+ e uma maior representatividade. O desejo da última campeã já foi em parte realizado, já que entre os 20 competidores anunciados na última terça-feira (19), nove são negros, um número recorde para o reality, que tem tudo para ser um BBBlack neste ano. "Como mulher negra, digo que essa comunidade tem opressões que acabam muitas vezes se interseccionando com as nossas", diz. "Torço por ver mais mulheres negras ou da comunidade LGBTQI mostrando seu poder, porque o público acaba transportando isso para fora do reality e criando a esperança de uma sociedade mais justa e igual. Que continuemos quebrando os padrões e estereótipos, e levantando bandeiras, mudando um pouco essa sociedade tão machista e preconceituosa que temos". Como prova desse preconceito, a médica precisou ir a uma delegacia de São Paulo, nesta semana, para denunciar ataques racistas que vem sofrendo pelas redes sociais. "Eu sempre disse que internet não era terra de ninguém. Grande dia. Fogo nos racistas", afirmou ela, que tem sofrido injúrias raciais desde que deixou o reality e já chegou a dizer que sofreu preconceito até dentro do programa. Única mulher negra da 20ª edição, Thelma protagonizou a única prova de resistência da temporada, que durou mais de 26 horas, momento que ela define como o mais emocionante dentro do programa. Foi nesta prova, diz Thelma, que ela deixou de ser subestimada e mostrou seu potencial. "Eu não via a hora de ter uma prova de resistência no reality, porque foi o momento que eu escolhi para mostrar minha força. Já passei por diversos momentos da vida que me exigiram força física e mental, que é justamente o que se precisa em uma prova de resistência. Só sairia desta prova desmaiada", lembra. Com essa trajetória, ela conquistou a torcida de famosos como Anitta, Ludmilla, Bruno Gagliasso, Taís Araújo e Preta Gil --com esses três últimos, a paulista chegou a criar uma amizade à distância após o programa. Desta forma, com 44,1% dos votos, ela foi a única participante "anônima" (do grupo Pipoca) a chegar ao pódio da edição, ao lado das influenciadoras digitais Rafa Kalimann e Manu Gavassi. As três finalistas, por sinal, mantiveram a amizade criada no programa. A campeã diz que troca mensagens quase diariamente com as duas amigas, com quem divide suas inseguranças desse "novo mundo de mídia". "Às vezes parece que já faz mais de um ano [que venci o BBB], de tanta coisa que vivi. Mas parando para pensar, foi tudo muito rápido", conta a médica, que "maratonou" a sua edição em casa, durante a quarentena, enquanto unia seu trabalho ao de seu marido e "braço direito" na comunicação com a imprensa, o fotógrafo Denis Santos. "De repente, me vi em capas de grandes revistas, dando entrevistas para grandes mídias, representando grandes marcas e fazendo apresentações ao lado de pessoas que admiro, como a Maju Coutinho. Foi um ano de superação de todas as minhas expectativas." Thelminha também avalia que o confinamento do reality foi muito mais penoso do que o que vive hoje com a pandemia, pois nele não há a possibilidade de falar com amigos e parentes, mesmo que por videochamada. Por causa do sofrimento da família durante a sua participação, especialmente da mãe --que ganhou olheiras e perdeu peso neste período--, ela diz que dificilmente participaria novamente de um reality como esse. "Mas se o Boninho me chamasse para uma festa, com certeza iria", brinca. "As festas são o que o BBB tem de melhor; são sinal de bandeira branca, pelo menos para mim." A médica garante que tudo o que fez na 20ª edição do Big Brother Brasil foi de forma genuína, e que o clichê "ser você mesmo" foi a sua receita para a vitória. Para ela, é muito mais fácil ser julgado pelo que se é, do que pelo que se finge ser. "Ter inteligência emocional, saber e se agarrar a quem você é e saber a hora certa de se posicionar. É esse o segredo. Sou muito impulsiva e podia ter explodido um milhão de vezes lá, mas temos que escolher as nossas batalhas e dar chances às pessoas, apesar do processo de julgamento diário que parte de nós e dos outros", conclui.

  • Yahoo Vida e Estilo

    Thelma Assis, do BBB 20, tem pedido de liminar contra Eduardo Bolsonaro negado pela Justiça

    O deputado federal criticou a viagem feita pela médica no último Ano-Novo

  • Folhapress

    BBB 21: Tiago Leifert celebra 'participantes abertos ao jogo' e projeta melhor edição

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O BBB 21 está prestes a começar na Globo. E se depender do ânimo do apresentador Tiago Leifert, essa, de fato, será a melhor edição de todos os tempos sobretudo pela disposição do elenco em aceitar o jogo. Para ele, quem entra na casa já chega com outra cabeça. "Quantos favoritos caem antes da hora? Quantos se deram mal porque foram emparedados num momento inoportuno? E, para escapar do paredão, tem que jogar. Temos sentido os participantes mais abertos ao jogo. Acho que isso é um dos grandes trunfos dessa nova geração que está chegando por aí", comenta. Este será o quinto ano de Leifert à frente do reality. Mas os outros 15 ele passou vidrado na frente da TV, já que sempre foi fã. "Depois desse tempo todo, tenho certeza que o Big Brother Brasil é um produto com vida longa. O BBB 20 consolidou anos de evolução do jogo e preparou o terreno para muitos e muitos anos de histórias", avalia. Diretor-geral da atração, Rodrigo Dourado diz que o público pode esperar muitas emoções e surpresas. "Fazer uma nova edição é como preparar um campeonato. A cada temporada a gente traz novidades. Temos uma equipe inquieta e apaixonada. Faz parte do DNA do programa querer se superar a cada ano, não ser igual ao último, provocar os participantes com coisas que eles ainda não tinham visto." E as novidades já começaram antes mesmo da estreia da próxima segunda-feira (25). Em anúncio, o apresentador Tiago Leifert revelou que o público já pode votar nos candidatos favoritos e que o resultado dessa votação resultará no primeiro Paredão. O público já pode votar pelo site GShow. Todos poderão escolher os seis participantes que mais gostaram, sendo três do grupo Pipoca e três do Camarote. Os mais votados já entrarão na casa com imunidade. Porém, todo bônus tem um ônus. Os mais votados para permanecer mais uma semana na casa terão a missão de decidir, em comum acordo, quem irá para o primeiro Paredão da edição.

  • Yahoo Vida e Estilo

    Casa do 'BBB 21' é inspirada em novelas e cheia de cores. Confira!

    “Misturando estéticas, cores, estilos e propostas”, é assim que a Globo define a nova casa do ‘Big Brother Brasil’, que começa na próxima segunda-feira (25).Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugarSiga o Yahoo Vida e Estilo no Google NewsA sala multicolorida é inspirada nos RoBBBs, os robozinhos do programa que aparecem nas vinhetas dos comerciais e em inserções no programa. Já o banheiro é rosa, com glitter e muita luz! Ele lembra um grande camarim e nas redes sociais os fãs do programa associaram à novela ‘Cheias de Charme’.Leia tambémAnitta se revolta com confirmação de Pocah no 'BBB 21': "Não me avisou, não vou torcer por ela"Luana Piovani desabafa sobre criação dos filhos: "Cansada de tentar educar castigando e gritando"Amigos derrubam porta da casa de Luísa Sonza e cantora se diverte: "Queria estar lá"Os quartos estão encantadores. Um tem como referência a novela ‘Cordel Encantado’, que se passou no sertão nordestino. Já o outro, que ainda não foi mostrado pela emissora, brinca com formas e estampas multicoloridas. O confessionário, dessa vez, vai lembrar uma sala de TV que transmite vídeos de diversas edições do programa.A treta, ao menos no desejo, será certa na hora das refeições. Agora a cozinha do grupo que está na Xepa fica ao lado da Vip, dentro da casa. Como será cozinhar macarrão instantâneo enquanto o grupo do lado come bife com bata frita, arroz e feijão?A área externa remete à Grécia, os fanáticos já ligaram o tema com a novela ‘Belíssima’, que contava a história de imigrantes gregos. “A academia é o novo ponto de encontro oficial dos confinados, com um upgrade: além de ter modernos equipamentos de musculação, conta com um lounge exclusivo com direito a poltronas, bar e bebidas para acomodar, também, os participantes que ficam por ali só para jogar conversa fora com quem está treinando”, adianta a Globo.Para ajudar os brothers a montar estratégias de jogo, a casa terá acesso a um painel com caricaturas de todos os participantes. Antes esse privilégio era apenas do líder da vez.

  • LANCE!

    21 personagens do esporte que cairiam bem no BBB 21

    Diante disso, o Humor Esportivo resolveu listar alguns nomes do esporte que poderiam fazer sucesso no reality show.

  • Extra

    Camilla de Lucas, do ‘BBB 21’, trocou casa simples da família em Nova Iguaçu por apê com estúdio e piscina após bombar na web

    Com 6 milhões de seguidores, Camilla de Lucas já entrou no “BBB 21” com uma bela torcida. Grande...

  • Extra

    Viih Tube fez filme com Silvero Pereira de vilão antes de entrar no 'BBB 21'

    Antes de entrar na 21ª edição do "Big Brother Brasil", que estreia na próxima segunda-feira, dia...

  • O Globo

    Melim comemora feat com Projota em álbum, mas irmãos não cravam torcida no 'BBB 21'

    'Teu céu' é uma das faixas de 'Amores e flores', segunda metade do disco do trio, lançada nesta sexta-feira

  • Folhapress

    Vencedora do BBB 20, Thelma Assis vai para Manaus ajudar no combate à Covid-19

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Thelma Assis, 36, está atuando na linha de frente do combate à Covid-19 em Manaus. Imagens da campeã do BBB 20, que é médica anestesiologista, passaram a circular nas redes sociais de profissionais de saúde da capital do Amazonas. A assessoria de imprensa de Thelminha, como é conhecida, confirmou que ela está na cidade. Segundo informa, ela se sensibilizou com a situação da cidade, que enfrenta um colapso no sistema de saúde por causa do avanço do coronavírus. Desde a semana passada, hospitais sofrem com a falta de oxigênio para os pacientes. "A médica e comunicadora Thelma Assis já vinha se engajando na campanha Respira Amazonas desde as primeiras notícias da situação da cidade", disse em nota. "Após ajudar na campanha de arrecadação de cilindros de oxigênio e insumos, ela optou em ir para Manaus, para dar todo o suporte necessário como médica nos hospitais." Por meio de uma cooperativa, Thelminha está atuando no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, o maior da rede pública de Manaus. Com superlotação, a unidade de saúde chegou a fechar as portas na semana passada. Também houve racionamento de oxigênio para os pacientes. Nesta quinta-feira (21), a vacinação foi suspensa em Manaus após denúncias de favorecimento na aplicação de vacinas contra Covid-19. A medida foi tomada em meio a uma explosão de novos diagnósticos da doença no Amazonas. Só na última quarta (20) foram confirmados 5.009 novos casos no estado, sendo 3.632 na capital e 1.377 no interior. Esse é o maior número registrado em um único dia desde o início da pandemia. Até então, o recorde havia sido registrado em 29 de maio, primeiro pico da pandemia: 2.763. O governo do estado tem transferido pacientes de lá para outros estados.