Assunto

Botafogo | Últimas notícias sobre campeonatos e jogos

  • LANCE!

    Sob a batuta de Honda, Botafogo faz 'jogo de segurança' na Copa do Brasil

    Apesar de pressão no Vasco nos minutos finais, Alvinegro não foi ameaçado em boa parte da partida; japonês lidera equipe e é o destaque da classificação às oitavas

  • LANCE!

    Apoio no ataque e passagem apagada no CAP: quem é Gustavo Cascardo, reforço do Botafogo

    Com características ofensivas, lateral-direito retorna ao Brasil após temporada no futebol eslovaco; passagem no Athletico Paranaense foi marcada negativamente

  • Folhapress

    A tabela da Copa do Brasil de 2020

    QUARTA FASE VOLTA 22/09 América-MG 3x1 Ponte Preta CRB 1x0 Juventude 23/09 Vasco 0x0 Botafogo Ceará 5x1 Brusque 24/09 Atlético-GO 3x1 Fluminense IDA 16/09 Ponte Preta 2x2 América-MG Fluminense 1x0 Atlético-GO Brusque 0x2 Ceará 17/09 Botafogo 1x0 Vasco Juventude 2x0 CRB TERCEIRA FASE VOLTA 25/08 Fluminense 3x0 Figueirense Afogados 0x2 Ponte Preta América-MG 1x0 Ferroviária 26/08 América-RN (3) 1x1 (5) Juventude Vitória 3x4 Ceará Goiás (2) 1x2 (3) Vasco Paraná 1x2 Botafogo CRB 1x1 Cruzeiro 27/08 São José-RS x Atlético-GO Brusque x Brasil de Pelotas IDA 10/03 Botafogo 1x0 Paraná 11/03 Cruzeiro 0x2 CRB Juventude 1x1 América-RN Figueirense 1x0 Fluminense Atlético-GO 2x0 São José-RS Ferroviária 0x0 América-MG 12/03 Vasco 0x1 Goiás Ceará 1x0 Vitória Brasil de Pelotas 0x1 Brusque Ponte Preta 3x0 Afogados SEGUNDA FASE 18/02 Vitória-ES 0x1 Figueirense 19/02 Náutico (3) 1x1 (4) Botafogo Oeste (2) 1x1 (4) Ceará Paysandu (3) 1x1 (5) CRB 20/02 Brusque 5x1 Remo 26/02 Afogados (7) 2x2 (6) Atlético-MG River-PI (3) 1x1 (4) América-RN XV de Piracicaba (7) 1x1 (8) Juventude Paraná 3x2 Bahia de Feira Ferroviária 6x2 Águia Negra 27/02 Ponte Preta (5) 0x0 (3) Vila Nova São José-RS (5) 0x0 (4) Chapecoense 04/03 Fluminense 2x0 Botafogo-PB Brasil de Pelotas 1x0 Manaus Boa Esporte (4) 1x1 (5) Cruzeiro Atlético-GO (4) 1x1 (3) Santa Cruz Santo André 0x2 Goiás 05/03 Vasco 1x0 ABC Operário-PR 0x2 América-MG Vitória 3x1 Lagarto PRIMEIRA FASE 05/02 River-PI 1x0 Bahia São Luiz 0x0 América-RN Coruripe 0x0 Juventude XV de Piracicaba 1x0 Londrina Caxias 1x1 Botafogo Palmas 0x2 Paraná Bahia de Feira 3x1 Luverdense Vilhenense 1x1 Boa Esporte Independente-PA 2x3 CRB Operário-MT 0x0 Santa Cruz Aquidauanense 0x1 ABC Barbalha 0x3 Operário-PR Santos-AP 1x1 América-MG Santo André 4x1 Criciúma Fast Clube 0x2 Goiás 06/02 Brasiliense 1x1 Paysandu Vitória-ES 2x1 CSA Novorizontino 1x2 Figueirense União Rondonópolis 0x1 Atlético-GO 11/02 Imperatriz 0x0 Vitória 12/02 Toledo 0x2 Náutico Brusque 2x1 Sport Freipaulistano 1x2 Remo Gama 3x3 Brasil de Pelotas Atlético-BA 0x0 Botafogo-PB Caucaia 1x2 São José-RS Bragantino-PA 1x2 Ceará Bangu 1x1 Oeste Campinense x Atlético-MG Galvez 0x1 Vila Nova Altos 1x1 Vasco Águia Negra 2x1 Sampaio Corrêa Manaus 1x0 Coritiba 13/02 Afogados 3x0 Atlético-AC São Raimundo-RR 2x2 Cruzeiro Novo Hamburgo 1x2 Ponte Preta Ferroviária 2x0 Avaí 19/02 Boavista 0x2 Chapecoense Lagarto 1x0 Volta Redonda 26/02 Moto Club 2x4 Fluminense

  • Folhapress

    Reunião da CBF tem bate-boca e Flamengo pedindo volta de torcida

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em uma reunião tensa e de quase três horas, a CBF e os dirigentes da Série A do Campeonato Brasileiro não chegaram em nenhum acordo nesta quinta-feira (24) para que seja liberado a volta do torcedor ao estádio. O encontro virtual ainda teve uma discussão acalorada entre os presidentes da Ferj (Federação de Futebol do Rio de Janeiro), Rubens Lopes, e da CBF, Rogério Caboclo. O mandatário da entidade que comanda o futebol no país é favorável ao retorno, mas depois de ouvir os times, decidiu abrir votação. Lopes, então, começou a questioná-lo e disse que isso era ditadura velada, que uma reunião informal não poderia ter força de voto como em um conselho técnico ou assembleia. Segundo integrantes dessa reunião, apenas representantes do Flamengo e da Ferj não se recusaram a voltar com o campeonato antes da liberação das torcidas ser para todos os envolvidos. O clube, assim como a a federação de seu estado, entende que a CBF não teria poder de deliberar sobre o tema. Argumentaram ainda que a decisão sobre o público nos estádios não deve passar pela CBF, mas sim pelas gestões locais. A reportagem procurou a equipe carioca, que disse não querer se pronunciar sobre o assunto. A maioria dos presidentes, no entanto, posicionou-se de forma contrária ao retorno do público, mesmo que com até 30% da capacidade dos estádio. O consenso que são necessárias autorizações das 11 cidades envolvidas na competição. Conforme adiantou o jornal Folha de S.Paulo na quarta-feira (23), o fato de governos como o de São Paulo vetarem o futebol com torcida melou os planos da CBF de ter público nos jogos já em outubro. Uma nova reunião, ainda sem data definida, deverá ser realizada. Uma das hipóteses ventiladas no encontro é de que em novembro, no início do segundo turno do campeonato, a situação do vírus possa ter arrefecido ainda mais em todos os locais da competição e o futebol voltar a ter público liberado. No Rio de Janeiro, a volta das torcidas tem causado tensão entre as gestões municipal e estadual. Primeiro, o prefeito Marcelo Crivella afirmou que permitiria ao Flamengo ocupar 20% das arquibancadas do Maracanã, já no próximo dia 4 de outubro, em jogo contra o Athletico. O governo então respondeu mantendo a proibição para eventos esportivos. Porém, nesta quinta, um decreto do governador em exercício, Cláudio Castro (PSC), autorizou a volta das torcidas para as cidades que estejam com bandeiras amarela (caso da capital, segundo o último balanço da Secretaria de Saúde) ou verde na escala de graduação fluminense para o estágio da pandemia. Os demais clubes do país, que já estavam em alerta desde a sinalização de Crivella, uniram-se para afirmar que, ou haveria torcida para todos, ou para ninguém. Levantamento feito pela Folha de S.Paulo mostrou que antes da reunião desta quinta com a CBF, 13 dos 20 clubes da Série A só aceitariam a presença de torcida nos estádios se isso fosse possível em todas as 11 cidades sede do torneio. Leia mais: No Brasileiro sem torcida, mandantes levam mais cartões e vencem menos No entendimento deles, só assim poderia ser preservado o princípio de isonomia -de igualdade dentro da competição. Corinthians, São Paulo, Palmeiras, Santos, Grêmio, Internacional, Atlético-MG, Botafogo, Goiás, Atlético-GO, Coritiba, Vasco e Fortaleza adiantaram à reportagem que não aceitariam torcida só em alguns estádios. Flamengo e Fluminense não quiseram se manifestar antes da reunião; Athletico, Red Bull Bragantino e Sport não responderam; Ceará e Bahia, este último afirmando preferência pela isonomia, disseram que ainda não tinham definido suas posições. A maior movimentação de alguns clubes e da CBF para a retomada de torcida nos estádios se deu após aval do Ministério da Saúde à entidade que comanda o futebol brasileiro na última terça-feira (22). Segundo o governo, está permitido que jogos recebam 30% de sua capacidade máxima e apenas a torcida visitante. No entanto, a entidade federal deixa à cargo das administrações locais a efetivação ou não da medida, e a reação foi rápida. Na quarta-feira (23), o governo de João Doria (PSDB), em São Paulo, vetou a proposta que recebeu da confederação para que já em outubro o jogo entre a seleção brasileira e a Bolívia, pelas Eliminatórias da Copa, tivesse torcida. Também negou o pedido para o Campeonato Brasileiro ter público neste momento da pandemia. Atualmente, todo o estado está na fase amarela, e ainda precisaria passar pela verde para chegar a este patamar. O governo de São Paulo afirmou ainda que no pedido enviado pela CBF para a liberação parcial das arquibancadas, a estimativa era de que cada partida reunisse até 20 mil torcedores. Outras autoridades, como os prefeitos Nelson Marchezan Júnior (PSDB), de Porto Alegre, e Alexandre Kalil (PHS, e ex-presidente do Atlético-MG), de Belo Horizonte, se declararam contrários ao retorno do público.

  • LANCE!

    Botafogo fecha com atacante paraguaia para o time feminino

    Jéssica Sanchez, promessa revelada no Olimpia, reforçará o Alvinegro por uma temporada; atacante foi a artilheira do último Sul-Americano

  • LANCE!

    Botafogo negocia com o lateral Gustavo Cascardo, ex-Athletico

    Com o objetivo de reforçar a lateral-direita, jogador de 23 anos, que está livre no mercado, é o novo alvo do Comitê Executivo de Futebol do Alvinegro

  • LANCE!

    Após conversa com Autuori, Fernando é liberado do Botafogo

    Lateral-direito foi avisado que não faz parte dos planos do Alvinegro e está liberado para buscar outro clube; Glorioso vai honrar os salários até o fim do ano

  • Originais do Yahoo

    Cavadinha do Praetzel - Mandar mulher lavar roupa é constrangedor

    Jairzinho, o Furacão da Copa de 1970, é um dos grandes craques da história do futebol brasileiro. No jogo entre Vasco e Botafogo, ele mandou a bandeirinha Neuza Inês Back, experiente árbitra-assistente brasileira, lavar roupa.

  • LANCE!

    Kanu comanda vestiário do Botafogo antes de classificação contra o Vasco

    Zagueiro de 23 anos chamou a responsabilidade da preleção antes de a equipe comandada por Paulo Autuori entrar no gramado de São Januário

  • LANCE!

    Luis Henrique é aprovado em exames no Olympique e se aproxima de adeus ao Botafogo

    Atacante de 18 anos está a caminho do futebol francês; negociação - que também envolve o Três Passos Atlético Clube - gira na casa dos R$ 77,1 milhões

COMPARTILHE ESTA PÁGINA