Assunto

Distrito Federal DF | Últimas notícias da região

  • Yahoo Notícias

    Após protestos pedindo impeachment, Bolsonaro passeia de moto em Brasília e ignora perguntas sobre popularidade do governo

    “O que o senhor achou dos protestos de ontem, presidente? O senhor acha que abala a popularidade do seu governo?”, perguntou um jornalista a Bolsonaro

  • Folhapress

    Criticado por postura na pandemia, Bolsonaro faz passeio de motocicleta em Brasília

    BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Sob críticas sobre sua postura no combate à pandemia do coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) passeou de motocicleta neste domingo (24) na capital federal. Na companhia de seguranças, o presidente dirigiu por cerca de uma hora. No trajeto, ele chegou a parar em uma banca de frutas, mas logo subiu de volta no veículo com a chegada da imprensa. O passeio ocorre no momento em que partidos de oposição e entidades da sociedade civil defendem a instauração de um processo de impeachment diante do discurso negacionista do presidente. Para tentar evitar a abertura de um procedimento , Bolsonaro intensificou a articulação nos últimos dias pela eleição do líder do centrão, Arthur Lira (PP-AL), para o comando da Câmara dos Deputados. O líder do governo na Casa, Ricardo Barros (PP-PR), por exemplo, foi escalado para ajudar Lira na tentativa de virar votos hoje a favor do presidente nacional do MDB, Baleia Rossi (SP), candidato do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ). Acuado, o Palácio do Planalto resolveu ajustar o discurso para evitar uma piora do cenário e começou, sob a orientação do ministro Fábio Faria (Comunicação), a implementar um plano de comunicação. A reação tem sido divulgar todos dias iniciativas do Poder Executivo de combate à pandemia, em um esforço para rebater discurso de partidos de oposição de que o Poder Executivo tem sido negligente. Como parte da estratégia, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, foi enviado no sábado (23) a Manaus sem "voo de volta", como definiu a pasta. A viagem, sugerida pelo Palácio do Planalto, ocorreu no mesmo dia em que a PGR (Procuradoria-Geral da República) pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) pra investigar o ministro sobre a crise em Manaus. A solicitação aumentou a pressão, sobretudo entre integrantes da cúpula militar, para que o general da ativa do Exército deixe o comando da Saúde para não prejudicar a imagem das Forças Armadas. Apesar de estar incomodado com a postura do ministro, o presidente Jair Bolsonaro tem afirmado que, por enquanto, não pretende trocar Pazuello. No pedido feito ao STF, o procurador-geral da República, Augusto Aras, ressaltou que, em relação à crise enfrentada por Manaus, Pazuello tem "dever legal e possibilidade de agir para mitigar os resultados". Ele observou ainda que uma eventual omissão seria passível de responsabilização cível, administrativa ou criminal. "Mostra-se necessário o aprofundamento das investigações a fim de se obter elementos informativos robustos para a deflagração de eventual ação judicial', disse.

  • LANCE!

    Com desfalques, Flamengo finaliza preparação em Brasília e viaja para enfrentar o Athletico

    Flamengo fecha semana de três jogos fora do Rio de Janeiro com o duelo em Curitiba

  • Extra

    Bolsonaro fica 30 minutos com delegação do Flamengo em treino em Brasília

    O presidente Jair Bolsonaro resolveu aparecer no treino do Flamengo nesta sexta-feira, no CT do...

  • LANCE!

    Flamengo recebe visita de Jair Bolsonaro no treino em Brasília

    Rubro-Negro está na capital federal para treinos até este sábado, quando embarcará para Curitiba visando o jogo contra o Athletico-PR, pela 32ª rodada do Brasileirão

  • Yahoo Notícias

    Governo do DF vai construir Museu Nacional da Bíblia com recurso público

    Sem consulta pública prévia, projeto é alçado em R$ 26 milhões e levanta questionamentos sobre a laicidade do Estado

  • Agência Brasil

    PF combate lavagem de dinheiro no Distrito Federal e em Goiás

    A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (22) uma operação para investigar esquema de lavagem de dinheiro cometido por servidor público do Ministério da Infraestrutura e outras pessoas. A Operação Gravame apura, ainda, “eventuais crimes antecedentes de corrupção passiva, sonegação fiscal ou outros crimes contra a administração pública”. Os policiais federais cumprem quatro mandados de busca e apreensão, além do bloqueio de contas bancárias, veículos e imóveis dos investigados em Brasília (DF) e na Cidade Ocidental (GO), no entorno do Distrito Federal. Os mandados foram expedidos pela 12 ª Vara da Justiça Federal do DF. A justiça também determinou o afastamento preventivo de um servidor de suas funções pelo prazo inicial de 30 dias. Crescimento patrimonial incompatível De acordo com a PF, as investigações começaram no ano passado, a partir de informações da Controladoria Geral da União (CGU) e da Subsecretaria de Conformidade e Integridade do Ministério da Infraestrutura. As apurações iniciais apontam que o servidor suspeito teve crescimento patrimonial incompatível com sua renda, bem como a realização de gastos incompatíveis com sua remuneração. “Os dados e informações já obtidos também apontam para a possível utilização de parentes na lavagem de ativos, bem como a construção de uma casa de luxo e aquisição de veículos com os valores não declarados”, diz a nota da Polícia Federal.

  • Bloomberg

    Brasília em Off: Ordem para Guedes é submergir até eleição

    (Bloomberg) -- O ministro da Economia, Paulo Guedes, foi aconselhado por assessores a submergir até a eleição das duas casas do Congresso, marcada para início de fevereiro. A avaliação é que qualquer coisa que Guedes disser no momento pode e será usada politicamente contra sua pasta, cada vez mais pressionada a aumentar gastos diante da disparada do número de casos da Covid-19 no país.Os dois principais candidatos apoiados pelo governo para o comando das casas -- Arthur Lira (PP-AL) na Câmara e Rodrigo Pacheco (DEM-MG) no Senado -- já mostraram simpatia pela ideia de prorrogar o auxílio emergencial.SOS ManausO governo federal está estudando medidas para responder ao agravamento da pandemia no Amazonas, onde a rede hospitalar entrou em colapso. Entre as ações em análise está acelerar o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que permite a distribuição de cestas básicas à população carente. Os técnicos também estudam como responder a uma ação civil pública que pede o pagamento de mais duas parcelas do auxílio emergencial de R$ 300 no estado. A defensoria solicita ainda que o benefício seja prorrogado enquanto as filas por leitos nas UTIs obriguem o governo local a decretar medidas de isolamento social. O auxílio emergencial se encerrou em 2020 e não há no momento espaço orçamentário para essa despesa.Ainda vai piorarIntegrantes da equipe econômica se preparam para um agravamento da pandemia no Brasil ao longo do primeiro trimestre. Uma das preocupações dos técnicos diante das pressões por mais gastos é que os “remédios” que a economia precisa sejam dados no tempo certo. O pior cenário seria dar estímulos contra o desemprego e a pobreza antes do tempo e depois não ter mais nenhuma margem para atuar quando o cenário se deteriorar.PIB negativoIntegrantes da Economia já estimam que o PIB do primeiro trimestre de 2021 poderá ficar negativo. Os técnicos trabalham com estimativas entre -0,2% e +0,2% -- a previsão oficial hoje é de um crescimento de 0,02% para o período. Para lidar com a crise sanitária, mais do que dar estímulos fiscais, é preciso organizar o confuso programa nacional de vacinação, afirma um integrante da pasta.Temer na HuaweiO ex-presidente Michel Temer negocia com a Huawei um contrato para que ele elabore um parecer constitucional que ateste a normalidade da atuação da empresa como fornecedora de equipamentos às operadoras de telefonia no Brasil. A conversa entre o ex-presidente e a Huawei ainda está na etapa burocrática de assinatura do contrato.Tweets da semanaFor more articles like this, please visit us at bloomberg.comSubscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.©2021 Bloomberg L.P.

  • Extra

    Brasil ultrapassa 214 mil mortes por Covid-19; apenas o DF e 5 estados divulgaram que já aplicaram 109 mil doses da vacina

    O Brasil chegou a marca de 214 mil vidas perdidas para a Covid-19. Foram registradas 1.335 mortes...

  • LANCE!

    Veja como foi o último treino do Flamengo em Brasília antes do duelo decisivo contra o Palmeiras

    Equipes se enfrentam nesta quinta-feira, às 19h (de Brasília), no Estádio Mané Garrincha