Assunto

Eleições nos EUA 2020 - Notícias da eleição americana

Eleições nos EUA 2020 - Notícias da eleição americana

  • AFP

    Trump e Biden se enfrentam em debate de alta tensão nos EUA

    Após meses de trocas de acusações, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu rival democrata na disputa pela Casa Branca, Joe Biden, enfrentam-se nesta terça-feira (29) no primeiro debate de uma campanha que ocorre sob alta tensão.

  • AFP

    Joe Biden divulga declaração fiscal

    SHOTLIST FILADÉLFIA, PENSILVÂNIA, ESTADOS UNIDOS20 DE SETEMBRO DE 2020FONTE: US POOLRESTRIÇÕES: PROIBIDA A REVENDA / NO RESALE 1. Plano geral Joe Biden finishes walk to lectern and begins to speak. UPSOT: 'Good afternoon.' 2. SONORA 1 - Joe Biden, Democratic presidential nominee and former US vice president (homem, English, 12 seg.): "President Trump has already made it clear: this is about power. Pure and simple. Power. Well, the voters should make it clear on this issue and so many others: the power in this nation resides with them. The American people. The voters." WILMINGTON, DELAWARE, ESTADOS UNIDOS20 DE AGOSTO DE 2020FONTE: DC POOLRESTRIÇÕES: PROIBIDA A REVENDA / NO RESALE 3. Zoom in Joe Biden's wife Jill Biden joining him on stage after his acceptance speech4. Zoom in Joe Biden's wife Jill Biden joining him on stage after his acceptance speech WASHINGTON, DISTRICT OF COLUMBIA, ESTADOS UNIDOS27 DE SETEMBRO DE 2020FONTE: DC POOLRESTRIÇÕES: PROIBIDA A REVENDA / NO RESALE 5. Plano geral US President Donald Trump walks into the White House briefing room6. Zoom in US President Donald Trump starts his briefing at the White House NOVA YORK, ESTADO DE NOVA IORQUE, ESTADOS UNIDOS9 DE JULHO DE 2020FONTE: AFPTV 7. Tilt de cima para abaixo from the top of Trump Tower to the entrance LAS VEGAS, NEVADA, ESTADOS UNIDOS21 DE MARÇO DE 2020FONTE: AFPTV 8. Plano geral Trump Tower WASHINGTON, DISTRICT OF COLUMBIA, ESTADOS UNIDOS27 DE SETEMBRO DE 2020FONTE: DC POOLRESTRIÇÕES: PROIBIDA A REVENDA / NO RESALE 9. SONORA 2 - Donald Trump, President of the United States (homem, English, 12 seg.): "That is fake news, it's totally fake news, made up, fake. we will do the same stories you could have asked me the same question, four years ago I had to litigate this and talk about it. Totally fake news. No, actually I pay tax, and you will see that as soon as my tax returns, it's under audit, they've been under audit for a long time, the IRS does not treat me well. They treat me like the Tea Party, like they treated the Tea Party."

  • Folhapress

    Biden divulga sua declaração de impostos horas antes de debate com Trump

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, divulgou nesta terça-feira (29) suas declarações de impostos dos últimos 22 anos, horas antes de um debate com o presidente republicano, Donald Trump, que busca a reeleição e se recusa há anos a tornar públicos seus dados fiscais. No domingo (27), o jornal The New York Times divulgou detalhes das declarações de Trump, e apontou que ele ficou mais de dez anos sem pagar impostos federais, entre outras revelações. O ex-vice-presidente e sua esposa Jill Biden pagaram US$ 299.346 (R$ 1,6 milhão, na cotação atual) em impostos federais no ano passado, de acordo com formulários da Receita Federal. A renda anual do casal foi de US$ 985 mil (R$ 5,5 milhões). Os dados fiscais de 2019 de Biden mostram que a maioria de seus rendimentos vêm da comercialização de suas palestras e textos, além do cargo de professor na Universidade da Pensilvânia, do qual ele pediu licença não-remunerada para disputar as eleições. "O povo americano merece transparência de seus líderes e, por isso, hoje divulguei minhas declarações fiscais dos últimos 22 anos", disse Biden no Twitter. Em julho de 2019, durante as primárias, o democrata já havia divulgado suas declarações fiscais de 2016, 2017 e 2018. A senadora Kamala Harris, candidata à vice, também revelou sua declaração de impostos. Em 2019, ela e o marido, o advogado Doug Emhoff, pagaram US$ 1,2 milhão (R$ 6,7 milhões) em impostos federais, sobre uma renda anual de US$ 3,3 milhões (R$ 18,6 milhões). As quantias contrastam fortemente com Trump, que afirma ser um empresário bilionário, mas pagou apenas US$ 750 (R$ 4.237) em imposto de renda federal em 2016, de acordo com os documentos obtidos pelo jornal The New York Times. O presidente também não teria pago nada de imposto de renda em dez dos últimos quinze anos, apesar de ter ganho milhões de dólares com licenciamento de produtos e com o reality show "O Aprendiz", entre outros negócios, segundo o NYT. Trump se recusa há anos a revelar suas declarações de renda, o que vai contra a tradição dos candidatos e presidentes dos EUA de serem mais transparentes sobre seus ganhos. A atitude do republicano gera desconfianças de que ele fez manobras para obter abatimentos fiscais. Outra suspeita é a de que suas empresas podem estar em má situação financeira. As Organizações Trump não possuem ações em bolsa e não revelam dados financeiros ao mercado. Tim Murtaugh, porta-voz da campanha de Trump, acusou Biden de ser desonesto sobre seus ganhos no passado, mas não respondeu se o presidente irá revelar seus dados fiscais. O debate desta terça está marcado para 21h, em Cleveland (22h, no horário de Brasília) e terá 90 minutos de duração. O UOL, a CNN Brasil e a GloboNews farão a transmissão ao vivo, com tradução simultânea e comentários. Será o primeiro de três encontros na TV entre os dois candidatos. Faltam cinco semanas para a eleição, em 3 de novembro, e cerca de 1 milhão de eleitores já enviaram votos antecipados pelo correio.

  • AFP

    Joe Biden, no momento da verdade

    Liderando as pesquisas de opinião e desafiando um Donald Trump não tão popular, Joe Biden tem tudo para vencer nesta terça-feira o primeiro debate presidencial americano, às vésperas das eleições de 3 de novembro. Mas ele próprio pode ser seu pior inimigo.

  • AFP

    Joe Biden divulga sua última declaração fiscal horas antes do debate com Trump

    O candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, divulgou nesta terça-feira (29) suas declarações de imposto, horas antes do debate com o presidente republicano Donald Trump, que enfrenta críticas por não pagar quase nenhum imposto federal.

  • Reuters

    Ações europeias recuam após salto recente com foco em debate entre Trump e Biden

    (Reuters) - As ações europeias caíram nesta terça-feira após sólidos ganhos na sessão anterior, com bancos, setores de energia e seguradoras recuando à medida que os casos de coronavírus aumentavam globalmente.Os investidores estavam trabalhando em modo de espera antes do primeiro debate do candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, contra o atual presidente, Donald Trump, cinco semanas antes das eleições.

  • BBC News Brasil

    Batalha de dólares: quem são os milionários que doam dinheiro a Biden e Trump

    A elite americana vota com suas carteiras, algumas para o democrata e outras para o republicano.

  • Kameraone

    Tudo pronto para o debate entre Trump e Biden

    Os candidatos à presidência dos EUA, Donald Trump e Joe Biden, se enfrentam nesta terça-feira (29) na cidade Cleveland para o primeiro debate eleitoral. O evento começa às 22 horas (horário de Brasília) e terá duração de 90 minutos. Serão debatidos seis temas, entre eles a pandemia de coronavírus e os protestos raciais.

  • Folhapress

    Biden e Trump fazem nesta terça o 1º debate das eleições presidenciais nos EUA

    BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) - A 35 dias das eleições americanas, o presidente Donald Trump e seu adversário, o ex-vice-presidente Joe Biden se enfrentarão na terça (29), a partir das 22h (de Brasília) no primeiro debate da disputa eleitoral. O democrata lidera a corrida com 50,1% das intenções de voto contra 43,2% de Trump, segundo o site FiveThirtyEight, mas o resultado da noite pode definir as próximas semanas da campanha, principalmente nos chamados estados pêndulo -nos quais os eleitores ora votam em republicanos, ora em democratas. Na eleição de 2016, Trump venceu em Ohio, onde acontecerá o evento. Sondagens mostram Biden à frente nesse estado do Meio-Oeste dos EUA, que é o sétimo em número de votos no Colégio Eleitoral. REGRAS O debate tem duração prevista de 90 minutos e se concentrará em seis tópicos: "Os históricos de Trump e Biden", "A Suprema Corte", "Covid-19", "A economia", "Raça e violência em nossas cidades" e "A integridade da eleição". Cada segmento terá cerca de 15 minutos e os candidatos terão 2 minutos para responder após o moderador, Chris Wallace, da Fox News, abrir cada quadro com uma pergunta. Na sequência, a discussão é aberta e os dois candidatos se revezam para falar. A emissora conservadora geralmente faz uma cobertura favorável de Trump. Wallace, no entanto, é reconhecido por seu profissionalismo e entrevistas incisivas. Visto como uma voz moderada dentro do canal, ele foi elogiado por seu desempenho à frente do terceiro debate entre a democrata Hillary Clinton e Trump, em 2016. O jornalista, que é filiado ao Partido Democrata, afirmou que não fará nenhum tipo de checagem de fatos durante o evento. Por causa das regras de distanciamento social, menos de cem pessoas são esperadas no evento. Veja abaixo onde assistir ao debate no Brasil. CNN BRASIL A exibição do debate acontecerá pela TV, pelo site e pelo canal da CNN Brasil no YouTube, a partir das 22h de Brasília, e contará com tradução simultânea para o português. Rafael Colombo, âncora do programa "CNN Novo Dia" e o repórter e comentarista Lourival Sant'Anna apresentarão a transmissão, que terá participação de Fernanda Magnotta, coordenadora do curso de Relações Internacionais da Faap (Fundação Armando Alvares Penteado) e especialista em política dos Estados Unidos. Repórteres da CNN Brasil nas principais cidades americanas acompanharão os desdobramentos e a repercussão do debate. Após o evento, o jornalista Sidney Rezende e o comentarista Caio Coppolla debatem sobre os principais temas abordados pelos candidatos. UOL Em parceria com a CNN Brasil, o site também transmitirá o debate com tradução simultânea em sua homepage e também em seus canais no YouTube, Facebook e Twitter. Após o evento, os jornalistas Kennedy Alencar e Vicente Toledo analisam o debate em suas colunas no UOL. GloboNews A transmissão terá os comentários e análises de Marcelo Lins, do colunista da Folha de S.Paulo Demétrio Magnoli e dos correspondentes nos Estados Unidos Sandra Coutinho e Guga Chacra. BandNews Eduardo Castro, editor de notícias internacionais da emissora, apresenta o debate na emissora a partir das 22h. O evento terá tradução simultânea para o português e participação de especialistas em relações internacionais.

  • AFP

    Trump, na defensiva após revelação sobre seus impostos na véspera do debate com Biden

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, enfrenta nesta segunda-feira a revelação do jornal The New York Times sobre sua situação fiscal às vésperas do primeiro debate da campanha presidencial com seu rival democrata, Joe Biden, em que o presidente deve se impor caso queira recuperar espaço nas pesquisas.

COMPARTILHE ESTA PÁGINA