Assunto

Flávio Dino PSOL | Notícias do governador do Maranhão

  • Yahoo Notícias

    Pazuello disse que não tem onde fabricar vacina da Pfizer, diz Flávio Dino

    Vacina da Pfizer é a única liberada para uso na população até agora

  • Reuters

    Flávio Dino pede que STF autorize Estados a comprar vacinas da Covid-19 sem aprovação da Anvisa

    (Reuters) - O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), disse nesta terça-feira que o governo do Estado entrou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para que a corte autorize a compra de vacinas contra a Covid-19 sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), desde que os imunizantes tenham recebido o aval de órgão reguladores de outros países."Ingressei ontem com ação judicial no Supremo.

  • O Globo

    Flavio Dino pede ao STF para deflagrar plano de vacinação contra Covid-19 custeado pela União

    Governador quer aval para comprar imunizantes aprovados em outro países diretamente com fabricantes, caso governo federal permaneça omisso

  • O Globo

    Boulos mostra Lula, Ciro, Marina e Flávio Dino no horário eleitoral

    Propaganda sela união da esquerda em torno do candidato do PSOL em SP

  • Folhapress

    Apoio a rival de Flávio Dino implode base aliada em São Luís

    SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - Derrotados no pleito em São Luís, DEM, PDT e até setores do PC do B anunciaram nesta quarta (18) o apoio à candidatura de Eduardo Braide (Podemos) no segundo turno da disputa pela prefeitura da capital maranhense. A aliança faz desmoronar a tentativa de união dos candidatos aliados do governador Flávio Dino (PC do B) em torno de Duarte Júnior (Republicanos) e implode a base do governador no principal colégio eleitoral do estado. O movimento antecipa o debate em torno da sucessão de Dino em 2022, cujos principais nomes da base aliada são o senador Weverton Rocha (PDT) e o vice-governador Carlos Brandão (Republicanos). Também põe em xeque a capacidade de articulação do governador em um momento em que ele se coloca como um possível candidato ao Planalto e defende a construção de uma aliança ampla para enfrentar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Braide integra a oposição a Dino e tem o apoio de alguns dos principais adversários do governador, caso do senador Roberto Rocha (PSDB) e da ex-governadora Roseana Sarney (MDB). Desde o início da campanha, Braide era visto por aliados do governador como principal candidato a ser batido na eleição na capital. Duarte Júnior é advogado e foi aluno de Flávio Dino na universidade. Entrou na política pelas mãos do governador e ocupou cargos no governo estadual. Filiado ao PC do B entre 2015 e 2020, migrou para o Republicanos após perder a disputa interna pela nomeação para o candidato Rubens Júnior, que ficou em quarto lugar no pleito. No primeiro turno, os partidos aliados do governador dividiram-se entre cinco candidatos --Duarte Júnior, Rubens Júnior, Neto Evangelista (DEM), Bira do Pindaré (PSB) e Yglésio Moyses (Pros). A expectativa era que o candidato que passasse ao segundo turno tivesse o apoio dos demais. Com as urnas apuradas, o oposicionista Eduardo Braide saiu na frente, com 37,8% dos votos válidos, contra 22,2% de Duarte Júnior, 16,2% de Neto Evangelista e 10,6% de Rubens Júnior. A definição da disputa pelo segundo turno fez Dino, que havia optado pela neutralidade no início, anunciar apoio a Duarte em um vídeo publicado nas redes sociais. "Meu apoio firme e decidido vai para o candidato Duarte Júnior. Duarte já integrou o meu partido e tem experiência de boa gestão no nosso governo. Sempre se mostrou corajoso, eficiente e incansável." Apesar do apoio público, os demais candidatos da base derrotados tomaram caminhos distintos. Neto Evangelista e Yglésio Moyses anunciaram apoio a Braide, e Rubens Júnior endossou Duarte. Braide também recebeu o apoio até mesmo de políticos do PC do B, caso do deputado estadual Carlinhos Florêncio. A cúpula do partido diz que foi um caso pontual, mas classificou a atitude do parlamentar como inaceitável. Nos bastidores, a decisão de apoio a Braide é justificada pelas feridas abertas no primeiro turno. O principal alvo de críticas é Duarte Júnior, cujo perfil é considerado personalista e pouco agregador. Também há uma avaliação de que o apoio de DEM e PDT a Braide zera o jogo para a sucessão do governo em 2022 e irá demandar muita conversa e negociação para manter a base aliada de pé. Procurado, o candidato derrotado Neto Evangelista classificou como pessoal sua decisão de apoiar Braide e afirmou que optou pelo candidato do Podemos após ler o seu programa de governo. Ele, que é deputado estadual, diz que permanece na base de Dino mesmo se colocando no campo oposto ao do governador na disputa pela prefeitura. Procurado, o senador Weverton Rocha não atendeu a reportagem. Em uma rede social, ele afirmou que segue aliado ao governador. "A política está sempre acompanhada de boatos. A verdade é que minha amizade com Flávio Dino é sólida, baseada em respeito mútuo e diálogo. Por isso, seguimos firmes no projeto de trabalhar por um Maranhão melhor", disse. Caso caminhe para um rompimento com Flávio Dino, Weverton repetirá a mesma trajetória do senador Roberto Rocha, eleito em 2014 com o apoio do governador e que depois virou seu adversário. Entre os aliados mais próximos de Dino, o apoio do DEM e do PDT a Braide foi recebido com surpresa. O deputado federal Márcio Jerry (PC do B) afirmou que havia uma espécie de entendimento para que o candidato da base que fosse ao segundo turno fosse apoiado pelos demais. "Temos dois campos em disputa. Braide é da oposição ao governador Flávio Dino e Duarte é da base de apoio. Esta é a razão pela qual não temos dúvida alguma quanto ao nosso apoio ao candidato Duarte", afirmou. Em uma rede social, o deputado chamou Braide de "candidato bolsonarista" e afirmou que este faz "oposição ferrenha" ao governador. Na campanha, contudo, Braide tem evitado relacionar sua candidatura ao presidente Jair Bolsonaro.

  • Originais do Yahoo

    Yahoo Notícias entrevista Flávio Dino - Melhores Momentos

    Compacto da entrevista ao vivo concedida por Flávio Dino à equipe Yahoo Notícias, no dia 10 de novembro. O governador do Maranhão comentou sobre a possibilidade de Sergio Moro ser candidato em 2022, a força política do presidente Jair Bolsonaro e a situação da esquerda nas eleições municipais de 2020.

  • Originais do Yahoo

    Flávio Dino: "Esquerda está mostrando força que muitos duvidavam"

    Em entrevista ao Yahoo, o governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB) comentou a situação da esquerda nas eleições municipais de 2020. De acordo com Dino, mesmo se a esquerda não vencer muitas disputas, os candidatos estarão em posições que mostrarão que a vertente está muito melhor que do as pessoas imaginavam.

  • Originais do Yahoo

    Flávio Dino explica proximidade com Luciano Huck: "Pode ser que a esquerda sozinha não consiga"

    O governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B) fala com exclusividade ao Yahoo Notícias em live realizada em nossa página no Facebook. Ele foi alvo de críticas da esquerda brasileira ao se reunir, por mais de uma vez, com o apresentador Luciano Huck, possível candidato à presidência em 2022.

  • Originais do Yahoo

    Flávio Dino: "Militares estão sustentando desvarios de Bolsonaro"

    O governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B) fala com exclusividade ao Yahoo Notícias em live realizada em nossa página no Facebook. Ele começou a entrevista comentando a presença do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no Maranhão na última semana.

  • Yahoo Notícias

    Defendida por Flávio Dino, frente anti-Bolsonaro esbarra numa pedra chamada Sergio Moro

    De olho em 2022, governador do Maranhão conversa com Huck, que conversa com Moro, que mais afasta do que une as forças políticas anti-Bolsonaro