Assunto

Roraima RR | Últimas notícias do estado e Boa Vista

  • Reuters

    Funai entrega a índios estudo sobre impacto de linhão de energia em Roraima

    SÃO PAULO (Reuters) - Estudos sobre o impacto de um linhão de transmissão de energia projetado pelo governo para conectar Roraima ao sistema interligado do Brasil foram concluídos e entregues nesta semana a indígenas da etnia Waimiri-Atroari, que devem ter parte de seu território cruzado pelo empreendimento.A entrega do material, que foi traduzido para a língua do povo nativo, ocorreu na última segunda-feira, disse à Reuters a Fundação Nacional do Índio (Funai), o que representa avanço no licenciamento ambiental do empreendimento, cujo chamado "componente indígena" foi atribuído ao órgão indigenista.

  • Extra

    Alto da Boa Vista está interditado devido à queda de árvore na Estrada de Furnas

    O Alto da Boa Vista está interditado após a queda de uma árvore na Estrada de Furnas, na manhã...

  • Agência Brasil

    Infraero conclui obras na pista do aeroporto de Boa Vista

    As obras de manutenção na pista de pouso e decolagem do Aeroporto Internacional de Boa Vista/Altas Brasil Cantanhede serão concluídas neste sábado (5), informou a Infraero, responsável pelo terminal. Segundo a empresa, os serviços foram necessários para garantir a disponibilidade do pavimento para as operações aeroportuárias. Os trabalhos foram feitos em 25 dias e ocorreram fora do horário de movimento do aeroporto. No total, foram investidos R$ 593,6 mil. De acordo com o superintendente do aeroporto, Clayrton dos Santos da Silva, a recuperação da pista foi fundamental para a manutenção da segurança nas operações. “Os serviços atendem a padrões internacionais de qualidade e têm o objetivo de garantir ainda mais segurança aos viajantes que embarcam e desembarcam em Boa Vista”, disse Silva. A Infraero informou ainda que, a partir deste sábado, o aeroporto de Boa Vista vai ganhar uma rota com destino a Belém. Operado pela Azul Linhas Aéreas, o voo terá, inicialmente, duas frequências semanais em dezembro: aos sábados e às segundas-feiras, decolando de Boa Vista. A partir de janeiro do próximo ano, a companhia aérea irá oferecer o voo em quatro dias (segundas, terças, quintas e sábados).

  • O Globo

    Senado aprova ampliação da atuação da Codevasf para Minas, Roraima e Amazonas

    Durante votação, governo se posicionou contra a "expansão desmedida da Codevasf"; Texto vai à Câmara dos Deputados

  • Reuters

    Boa Vista compra plataforma de renegociação Acordo Certo

    SÃO PAULO (Reuters) - O bureau de crédito Boa Vista anunciou nesta terça-feira a compra da plataforma online de renegociação de dívidas Acordo Certo por um valor inicial de 37 milhões de reais que poderá ser ampliado em pelo menos 100,6 milhões após a conclusão da operação.O valor adicional será pago mediante cumprimento de certas condições prévias, informou a Boa Vista em fato relevante.

  • Folhapress

    Atual vice, Arthur Henrique é eleito prefeito de Boa Vista

    RIBEIRÃO PRETO, SP (FOLHAPRESS) - Atual vice-prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique (MDB), 39, foi eleito neste domingo (29) para governar a Boa Vista pelos próximos quatro anos. Após quase ter sido eleito no primeiro turno, quando recebeu 49,64% dos votos válidos, o candidato alcançava 85,35% dos votos válidos neste domingo, com 99,24% das urnas apuradas, superando seu adversário, o deputado federal Ottaci Nascimento (Solidariedade), 43, que tinha 14,65% dos votos --teve 10,59% no último dia 15. Assim, Arthur Henrique confirma também o que indicavam as pesquisas eleitorais feitas no segundo turno. Levantamento do Ibope divulgado na última quinta-feira (26), por exemplo, mostrou o futuro prefeito com 79% das intenções de votos válidos, descartando nulos, brancos e indecisos, ante 21% de Ottaci. A margem de erro era de quatro pontos percentuais, para mais ou para menos, e a pesquisa, registrada sob o número RR 07926/2020, ouviu 602 eleitores. A campanha do prefeito eleito foi ancorada na atual prefeita Teresa Surita (MDB), que chega ao penúltimo mês de seus oito anos de governo com 77% de avaliação ótima/boa, ainda conforme a pesquisa do Ibope de três dias atrás, e foi marcada pela morte da sua candidata a vice, Edileusa Lóz (MDB). Ex-secretária de Gestão Social da prefeitura, ela tinha 57 anos, vivia em Roraima havia 20 anos e morreu em decorrência da Covid-19, doença que progrediu de maneira rápida. Internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do HGR (Hospital Geral de Roraima) em 21 de outubro, ela morreu quatro dias depois, o que paralisou a campanha eleitoral por 24 horas. Na última semana de campanha, os candidatos priorizaram visitas a bairros e a comerciantes. Arthur Henrique, que disputou a eleição com apoio de outros dois partidos (PMB e Avante) esteve em bairros como São Vicente e Senador Hélio Campos. Enquanto isso, Ottaci foi ao Jóquei Clube, Caranã e São Bento, entre outros. Ele disputou a eleição deste ano com uma coligação formada por outros 10 partidos (Patriota, PT, PSC, PSB, PTC, PRTB, PROS, DC, Cidadania e PTB). Ainda no primeiro turno, a disputa eleitoral em Boa Vista teve um episódio de apreensão num mercado da cidade de cestas básicas avaliadas em R$ 35 milhões na véspera da eleição. Numa operação comandada pela Polícia Federal, os alimentos e também kits de higiene foram apreendidos sob a suspeita de seriam utilizados para comprar votos para a eleição do dia seguinte. Policiais federais cumpriram dois mandados de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Zona Eleitoral do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Roraima, após representação da polícia e manifestação favorável do Ministério Público Eleitoral. O inquérito policial indicou que havia a intenção de usar programas assistenciais do governo do estado, como a distribuição das cestas e kits de higiene, para comprar votos. A PF não informou qual candidato seria beneficiado. O governo de Roraima disse desconhecer "qualquer confecção de cestas básicas por parte de empresas e registra que, sob nenhuma circunstância, está utilizando a máquina pública em benefício de qualquer candidato ao pleito eleitoral". "As cestas básicas não pertencem ao governo do estado, pois o processo de aquisição ainda está em andamento e a entrega só será concluída após o período eleitoral, seguindo recomendação do Ministério Público", afirmou o governo de Antonio Denarium (sem partido). O terceiro mais votado na capital no primeiro turno foi o professor Linoberg (Rede), 44, com 9,99% dos votos válidos, seguido pela deputada Shéridan (PSDB), 36, com 8,90%. Também participaram da eleição na primeira etapa outros sete candidatos: o deputado Nicoletti (PSL), 39, o servidor Isamar (Pode), 57, a servidora Gerlane (PP), 47, o economista Luciano Castro (PL), 71, o servidor público federal Fabio Almeida (PSOL), 45, o empresário Shaolyn Gomes (PMN), 35, e o aposentado Wilson Précoma (PCO), 65.

  • Yahoo Notícias

    Segundo turno em Boa Vista: pesquisa Ibope aponta Arthur Henrique disparado na frente com 69%; Ottaci tem 18%

    O levantamento apontou uma leve ascensão de Arthur Henrique, que havia tido 67% das intenções de voto na última pesquisa feita pelo Ibope, sexta-feira passada. Já Ottaci caiu um ponto percentual

  • Extra

    Aline Wirley e Igor Rickli mostram os cantinhos preferidos de sua casa, cercada pelo verde, no Alto da Boa Vista

    Comerando este ano uma década juntos, Aline Wirley e Igor Rickli mostram que a sintonia do casal...

  • motor1

    Nova BMW S 1000 RR 2021 muda design e fica mais leve e tecnológica

    Naked abandona faróis assimétricos e pega emprestada as melhorias da superesportiva S1000 RR

  • Agência Brasil

    Polícia Federal apura crimes de contrabando em Roraima

    A Polícia Federal deflagrou hoje a segunda fase da operação Ilusion, com o objetivo de desarticular mais uma associação criminosa que estaria envolvida em crimes de contrabando e descaminho em Roraima. Na ação , policiais federais cumprem quatro mandados de busca e apreensão na capital Boa Vista, expedidos pela 1ª Vara Federal de Roraima. Segundo as investigações, por meio de lojas virtuais, localizadas em Roraima, associações criminosas comercializam produtos proibidos ou em desacordo com a regulamentação legal ou que entraram ilegalmente no Brasil, fraudando o pagamento de impostos. Nesta etapa, são alvos das buscas um casal e um irmão do marido, que seriam proprietários de uma empresa de comércio que atuaria na prática dos crimes. A esposa viajaria várias vezes ao ano para os Estados Unidos para adquirir os itens que seriam vendidos no Brasil. Os suspeitos são investigados pelos crimes de contrabando, descaminho e associação criminosa, cujas penas podem chegar a 12 anos de reclusão e multa. Aqueles que adquirem produtos que sabem ser de origem criminosa ou mesmo com indícios de serem (tais como desproporção entre o valor e o preço ou pela condição de quem oferece o produto) podem responder pelo crime de receptação.